Tamanho do texto

Ato solene foi uma solicitação do deputado estadual Frederico D'Avila, do PSL, e acontecerá no dia 10 de dezembro

ditador chileno em posição de continencia arrow-options
Reprodução/Youtube
Ato em São Paulo homenageará memória de Augusto Pinochet

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) vai sediar um ato solene em homenagem à memória do ditador chileno Augusto Pinochet . O evento, que está marcado para o próximo dia 10 - que marca os 13 anos de sua morte - acontecerá no auditório Paulo Kobayashi e foi solicitado pelo deputado Frederico D'Avila (PSL).

Leia mais: Brasil pode ser o próximo? Entenda o que de fato acontece no Chile

Augusto Pinochet foi presidente do Chile durante o regime militar daquele país, que durou 17 anos e, estima-se, foi responsável pela morte de mais de 3 mil chilenos assassinados por agentes do Estado . Também existem denúncias sobre a prisão e tortura de 32 mil pessoas durante o mesmo período.

Nas redes sociais, o evento gerou revolta em várias pessoas. "Um escárnio. Um ataque contra as vítimas e famílias", disse o escritor Paulo Coelho, o Twitter, lembrando que o dia 10 de dezembro também é o dia internacional dos direitos humanos . "Agora só falta o próximo da lista ser o Mussolini", disse Guga Noblat, filho do jornalista brasileiro Ricardo Noblat.