Tamanho do texto

O Ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi polêmico ao comentar os 130 anos da Proclamação da República nas redes sociais

weintraub arrow-options
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Abraham Weintraub classificou o ato como uma "infâmia a Dom Pedro II"

Nesta sexta-feira (15) o Brasil comemora os 130 anos da Proclamação da República, ato que encerrou a monarquia no país e instaurou a República, abrindo espaço para o povo escolher os governantes.

Leia também: "Se Bolsonaro obstruir a Justiça, é dever do STF intervir", diz jurista

Porém, a comemoração parece não agradar a todos. No início da manhã, o Ministro da Educação, Abraham Weintraub publicou três mensagens em sua conta oficial do Twitter chamando a Proclamação da República de “infâmia contra Dom Pedro II” e de “primeiro golpe de estado do Brasil”.

Confira as postagens abaixo:

Além das críticas ao ato liderado pelo marechal Deodoro da Fonseca, em 1889, o Ministro direcionou uma mensagem ao grupo feminista  lembrando que antes da ex-presidente Dilma assumir o Brasil, outras mulheres "educadas, inteligentes e honestas" já tinham governado o país.

Leia também: Após série de protestos, Chile anuncia plebiscito de nova Constituição

Muitos seguidores do Ministro o parabenizaram pelo posicionamento sobre a Proclamação da República e concordaram que a data marca “o futuro roubado do Brasil”.