Tamanho do texto

Pedetista acusou Lula de ser um 'encantador de serpentes' e afirmou que não irá fazer parte de alianças com o PT. "Com esse pessoal, nem para ir pro céu"

Ciro Gomes arrow-options
Marcelo Camargo / Agência Brasil
Ciro Gomes disse em evento de faculdade que "nem para o céu" iria com a frente parlamentar de esquerda.

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) afirmou que não pretende integrar uma frente ampla de esquerda contra o atual governo de Jair Bolsonaro . No começo desta semana, o pedetista foi palestrante em um evento na Faculdade Metropolitanas Unidas (FMU) e rejeitou a possibilidade: "Comigo nem pensar". 

Ciro também comentou que ‘nunca’ fará uma aliança com o Partido dos Trabalhadores (PT), além de afirmar que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é um ‘encantador de serpentes’ que se aproveita da ‘ignorância das pessoas’. 

Leia mais: Bolsonaro quis saber se príncipe era gay pouco antes de desistir dele como vice

"Nunca mais andarei com a quadrilha que hoje hegemoniza o PT ", disse Ciro ao ser questionado sobre a legenda. "Tenho muito respeito pelo petista médio. Meu problema é com a cúpula corrompida do lulo-petismo. Com essa gente, nem para ir pro céu", complementou. 

A possibilidade de se candidatar pela quarta vez à presidência da república não foi descartada por Ciro durante o evento. Ele se colocou como uma alternativa à polarização nacional entre bolsonaristas e petistas. 

"Para não ficar entre coisa ruim e coisa pior, escolhe um candidato novo", disse.


    Leia tudo sobre: lula