Tamanho do texto

Frota disse que no dia em que Mourão foi anunciado como vice, Bolsonaro o perguntou sobre a sexualidade de Luiz Philippe de Orleans e Bragança

Príncipe Luiz Philippe arrow-options
Facebook/ Luiz Philippe de Orleans e Bragança
O deputado federal Luiz Philippe (PSL-SP), príncipe de Orleans e Bragança.

Segundo depoimento, nesta quarta-feira (13), do deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP)  à coluna da jornalista Mônica Bergamo na Folha de S.Paulo , o presidente Jair Bolsonaro desistiu de indicar o hoje deputado federal ' príncipe ' Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP) como seu vice à Presidência após ter recebido fotos do príncipe e questionado se ele seria gay.

Leia também: Taxa de homicídio de negros é quase 3 vezes maior do que de brancos no Brasil

Frota afirma que no mesmo dia em que foi anunciado a candidatura do general Hamilton Mourão como vice, ele teria recebido uma ligação de Bolsonaro pela manhã na qual o presidente explicou que o 'príncipe' não seria mais seu vice, pois “haviam mandado umas fotos do príncipe pra ele”.

“Nunca vi as fotos e não sei do que se tratam, apenas imagino”, diz Frota . Ele relata que após receber a notícia da mudança de vice, Bolsonaro questionou se ele “sabia se o príncipe era gay ou não”. Frota afirmou não saber.

Ele conta que na mesma ligação Bolsonaro pediu o telefone do presidente do PRTB, Levy Fidelix, para poder combinar com ele a indicação de Mourão a vice. Frota explica que esse episódio ocorreu no dia da convenção do PSL e do PRTB. 

Leia também: Apoiadores de Guaidó invadem embaixada da Venezuela em Brasília

Frota relata que na convenção do PSL, Bolsonaro não cumprimentou o príncipe que estava lá com amigos, fotógrafos e a corte para ser anunciado como vice – o que não ocorreu. Horas depois, Hamilton Mourão foi anunciado como vice no evento do PRTB.