Tamanho do texto

Imagem teria sido enviada pela esposa de Lessa, a nutricionista Elaine. Advogado de defesa disse que sua cliente não foi questionada sobre imagem.

Ronnie Lessa arrow-options
Reprodução/TV Globo
Esposa de Ronnie Lessa teria enviado imagem com planilha de acesso à casa de Bolsonaro.

A nutricionista Elaine Lessa, esposa do ex-policial Ronnie Lessa , acusado de matar a ex-vereadora Marielle Franco , enviou uma foto de uma planilha escrita à mão pelo porteiro do condomínio em que o presidente Jair Bolsonaro mora.

O ex-militar Elcio Queiroz teria acessado o local com permissão de Bolsonaro. O envio ocorreu no dia 22 de janeiro e dias após, Lessa e Queiroz prestaram depoimentos na Delegacia de Homicídios sobre o assassinato de Marielle

Leia mais: Perícia que contradisse porteiro de condomínio de Bolsonaro tem lacunas

A Folha de São Paulo informou nesta quinta-feira (31) que a planilha veio a ser alvo da investigação em outubro, quando peritos acessaram dados do celular de Lessa .

O advogado que defende Elaine Lessa, Fernando Santana, disse que a cliente não chegou a ser questionada sobre a mensagem por promotores que investigam o caso. A defesa também disse que a foto não foi enviada para Lessa.

No dia 4 de outubro, Lessa confirmou ter se encontrado com Élcio em sua casa. Com base nos indícios, a polícia realizou a busca e apreensão no dia 5 de outubro, quando a planilha teria sido apreendida. 

Leia também: Entenda a investigação dos acessos ao condomínio do acusado de matar Marielle

O síndico do condomínio Vivendas da Barra entregou no dia 7 de outubro arquivos com gravações do interfone da portaria de janeiro a março de 2018 para a Polícia Civil.

O porteiro também teria prestado depoimento e afirmado que Élcio foi autorizado a entrar por uma pessoa da casa 58, com voz de jair Bolsonaro, que se identificou como "Seu Jair", segundo informações da Revista Fórum.