Lewandowski deu o voto mais rápido até agora
Nelson Jr./SCO/STF - 11.6.19
Lewandowski deu o voto mais rápido até agora

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, julgou improcedente a prisão após condenação em segunda instância. Com o voto, a placar parcial é de 4 a 3 para que condenados em segundo grau permaneçam presos antes de se esgotarem todas as possibilidades de recursos no STJ e no STF.

Lewandowski disse que, ao ocupar uma cadeira no STF, assumiu a responsabilidade de cumprir a Constituição e a lei, "sem concessões à opinião pública". O voto dele foi o mais curto até agora e durou 20 minutos.

Leia também: Prisão em segunda instância no STF: o que está em jogo e quem pode ser afetado

Após o voto de Lewandowski, o presidente da Corte, Dias Toffoli, suspendeu a sessão. Na segunda-feira (28) ele esclareceu que o julgamento será retomado no dia 6 ou 7 de novembro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários