Marielle Franco foi brutalmente assassinada em 14 de março de 2018
Guilherme Cunha/Alerj
Marielle Franco foi brutalmente assassinada em 14 de março de 2018

Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital teriam perdido imagens que possibilitariam a identificação dos assassinos da vereadora Marielle Franco (Psol) e do motorista Anderson Gomes, registradas cerca de três horas antes do atentado ocorrido em 14 de março do ano passado. A informação foi publicada neste domingo (13) pelo UOL e creditada a fontes ligadas à investigação. Procurada pela equipe do Dia, a Polícia Civil disse apenas que "o caso segue sob sigilo".

Leia também: Filha de bicheiro diz que guerra na família é por herança de R$ 25 milhões

De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público do Rio — e aceita pela Justiça —, o ex-PM Élcio Vieira de Queiroz e o policial militar reformado Ronnie Lessa usaram um Cobalt de cor prata e clonado para cometer o duplo homicídio, ocorrido no Estácio, Região Central do Rio. Apesar disso, até hoje não houve uma prova contundente de que a dupla estivesse no automóvel. Ambos negam o crime .

Segundo o relatório produzido pela DH , a primeira imagem obtida do carro dos suspeitos foi registrada às 17h34 daquele dia, no Quebra-Mar, na Barra da Tijuca, zona oeste. Os agentes que investigam o caso teriam obtido outras "imagens relevantes" vindas de um estabelecimento na Tijuca, já na zona norte.

Às 18h16, as câmeras da loja flagraram o mesmo carro na Tijuca. A próxima imagem do veículo surge às 18h44, na Rua dos Inválidos, na Lapa, onde Marielle participou de um debate antes de ser assassinada.

Ainda segundo a publicação, os agentes da DH tiveram acesso às imagens gravadas neste intervalo de 28 minutos e "foram ao local logo após o atentado, salvaram as imagens em pendrive e retornaram cerca de 15 dias depois sob alegação de que tinham perdido o material. Porém, nesta ocasião não foi possível recuperar as imagens".

Leia também: Mais de 200 abusos! Maior pedófilo do Reino Unido é encontrado morto em cela

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários