Tentativa de homicídio ocorreu após procurador invadir prédio do TRF-3
Flickr/CNJ
Tentativa de homicídio ocorreu após procurador invadir prédio do TRF-3

A juíza Louise Filgueiras , que sofreu uma tentativa de assassinato na última quinta-feira (3) do procurador da Fazenda Nacional Matheus Assunção no prédio do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), disse que ataque foi uma "tentativa de intimidação" à magistratura. Em entrevista ao Estado de São Paulo, ela afirmou que o ataque tem como objetivo tornar os juízes mais "vulneráveis a pressões e interesses escusos".

Apesar do susto que a juíza, ela disse que está bem e não ficou com traumas. Ela não pretende mudar a sua rotina. "Mas acho que a situação deixou claro que é preciso repensar a questão dos cuidados com a segurança nos fóruns", disse.

O procurador Matheus Carneiro Assunção, autor do atentado, foi internado no Hospital das Clíninas de São Paulo no sábado. O juiz federal Fernando Toledo Carneiro atendeu a um pedido da defesa e determinou a internação naquele mesmo dia.

Leia também: Procurador que tentou matar juíza está internado no Hospital das Clínicas

Os advogados Leonardo Magalhães Avelar e Taisa Carneiro Mariano apresentaram petição requerendo a substituição da prisão preventiva do procurador pelo tratamento psiquiátrico. Na sexta-feira, em audiência de custódia na 1ª Vara da Justiça Federal, a juiza Andreia Moruzzi havia determinado sua ida para o Complexo Prisional de Tremembé. 

Você viu?

"A Justiça Federal teve a sensibilidade necessária e agiu de forma rápida e acertada para preservar a integridade física e mental de Matheus. Essa era a única opção médica viável para o caso", declarou o advogado.

Assunção deve ser indiciado por tentativa de homicídio qualificado. Segundo o atestado feito pelo médico Orestes Forlenza, constatou-se "presença de alucinações auditivas imperativas, abalos mioclônicos intermitentes, semalteração de consciência, crises focais ou grande mal". A hipótese médica é de que tenha havido transtorno psicótico.

Leia também: Janot não estava em Brasília quando disse que pensou em matar Gilmar Mendes

O caso aconteceu na última quinta-feira, quando Matheus Assunção atacou Filgueiras com uma faca de cozinha, antes de ser detido pela segurança. A juíza escapou sem graves ferimentos. A Polícia Federal fez uma prisão em flagrante.

Segundo o relato de funcionários que presenciaram o ataque , o procurador parecia estar fora de si quando gritou que precisava "fazer o que Janot não fez" e que estava ali para "acabar com a corrupção".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários