Apesar da solicitação de transferência, Cabral seguira em Bangu 8
Divulgação
Apesar da solicitação de transferência, Cabral seguira em Bangu 8

A tentativa do ex-governador Sérgio Cabral de ser transferido para o Batalhão Especial Prisional (BEP), em Niterói, foi inviabilizada, mesmo após uma autorização concedida na terça-feira pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal. A juíza Juliana Benevides, da Vara de Execuções Penais (VEP), determinou que o político permaneça no presídio de Bangu 8.

Leia também: Procurador invade escritório e tenta matar juíza em tribunal em São Paulo

Em despacho enviado à Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), conforme adiantado pela coluna de Lauro Jardim no Globo, a magistrada afirmou que o aval para a transferência cabia à VEP, e não a Bretas.

O juiz havia concordado com a defesa de Cabral , cujos argumentos são o bom comportamento dele e as recentes colaborações com a Justiça, que o teriam colocado em risco ao desagradar presos de Bangu 8. Houve ainda um pedido para que a transferência não ocorresse no “xadrez” da viatura, ao qual Bretas não se opôs.

No BEP, Cabral encontraria o ex-governador Luiz Fernando Pezão, seu antigo vice e depois sucessor. Preso desde novembro do ano passado, Pezão está numa sala sem grades, adaptada para ele, e é um dos 200 custodiados que vivem uma rotina que inclui do hasteamento da bandeira do Brasil à execução do Hino Nacional.

Leia também: Dona de asilo estuprava idoso e uma jovem com paralisia em Minas

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários