Deltan Dallagnol
Rodolfo Buhrer/La Imagem/Fotoarena/Agência O Globo
Mesmo pressionada, OPeração Lava Jato pode receber homenagens


Líder do Podemos na Câmara dos Deputados, o deputado federal José Nelto (GO) apresentou um projeto de lei para criar a "Semana Nacional de Combate à Corrupção" no País. A data será comemorada anualmente na semana que compreender o dia 17 de março, data que marca o início da Operação Lava Jato.

Leia também: Gilmar ataca procuradores da Lava Jato: "Prisões eram elemento de tortura"

"É importante refletirmos sobre as realizações de combate à corrupção no país, especialmente junto às novas gerações. Precisamos preservar o legado dos últimos anos", defende o parlamentar, um dos apoiadores da manutenção da Lava Jato no Brasil.

Nos últimos anos, o Podemos tenta se consolidar como um partido que defende a Operação Lava Jato. Seu candidato à presidência nas eleições de 2018, senador Alvaro Dias (Pode-PR) foi o primeiro a falar em convidar Sergio Moro para o Ministério da Justiça caso vencesse o pleito. A ideia foi copiada por Jair Bolsonaro.

Leia também: Por 7 votos a 4, STF aprova tese que pode anular processos da Lava Jato

O projeto de lei é apresentado em um momento complicado para a Operação Lava Jato, após denúncias do site The Intercept Brasil mostrarem trocas de mensagens entre procuradores da força-tarefa.

Para José Nelto, os excessos devem ser combatidos, o rigor à lei deve ser observado, mas o combate à corrupção não pode ser paralisado.

Leia também: Lava Jato já obteve R$ 1,8 bilhão somente de delatores

"Esperamos que as autoridades corrijam o que tiver que ser corrigido, mas que se prossiga o combate à corrupção. A tentativa de criminalizar a Lava Jato e outras operações, que buscam passar o Brasil a limpo, é uma ação que tem por objetivo confundir a opinião pública e fazer o país retroceder aos patamares de corrupção de anos atrás", aponta.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários