Prefeito da cidade de São Paulo descartou aumento do IPTU. Entretanto, não há posicionamento definitivo sobre o reajuste da passagem.
Reprodução/Facebook
Prefeito da cidade de São Paulo descartou aumento do IPTU. Entretanto, não há posicionamento definitivo sobre o reajuste da passagem.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) pretende gastar o dobro do orçamento voltado para zeladoria  o ano eleitoral de 2020. 

O assunto foi tema destacado pelo prefeito durante uma visita que realizou na Câmara para entregar o orçamento da cidade do próximo ano. Os vereadores ainda discutirão o projeto de Covas, que pretende disputar a reeleição. 

Leia mais: Justiça mantém prisão de acusados de hackear celulares de autoridades

Segundo a Folha de São Paulo, Covas informou que 'a área da zeladoria urbana tem sido uma demanda da população'. O gasto médio era de R$ 500 milhões. Em 2019,  valor triplicou, subindo para R$ 1,5 bilhões.

Você viu?

Em 2020, a expectativa do prefeito é chegar a 3 bilhões, dobrando em relação a este ano e sextuplicando ao que era a média. A zeladoria é a pauta mais sensível da gestão do prefeito e, por esse motivo, está entre as apostas de reta final. 

Segundo depoimento de Covas para a coluna de Mônica Bergamo, o aumento do investimento acontece porque a casa 'foi arrumada'. O chefe do executivo paulista citou uma série de obras que pretende entregar durante 2020.

Leia também: Condenado na Lava Jato ainda tem R$ 16 mi no exterior

Os Centros Educacionais Unificados (CEUS), as 12 Unidades de Pronto Atendimento e hospitais que se encontram pela metade estão entre as promessas.

O aumento do IPTU é um ponto descartado por Covas, segundo a Folha de São Paulo. As secretarias de Educação, Saúde e Segurança Urbana terão aumento de orçamento. Entretanto, não há posicionamento definitivo sobre o reajuste da passagem. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários