Tamanho do texto

Nome do subprocurador foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro e será avaliado ainda na tarde desta quarta-feira pelo plenário da Casa

Augusto Aras arrow-options
Pedro França/Agência Senado - 25.9.19
CCJ do Senado aprovou indicação de Augusto Aras para o comando da PGR

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou, por 23 votos a favor, três contra e um em branco, a indicação do subprocurador Augusto Aras para o comando da
Procuradoria-Geral da República (PGR), nesta quarta-feira (25). A sessão, em clima amistoso, durou mais de cinco horas. O nome de Aras, escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), ainda será avaliado na tarde desta quarta-feira pelo plenário da Casa.

Durante a sabatina, Aras disse aos senadores que a Lava Jato representa um “marco” no combate à corrupção, mas defendeu que a operação passe por correções . Questionado sobre as mudanças que julgaria necessárias, ele criticou a exposição de procuradores e disse que a conduta dos membros do Ministério Público Federal (MPF) deve se pautar pelo “princípio
da impessoalidade”.

Aras também defendeu a Lei do Abuso de Autoridade e ressaltou que, de acordo com o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF),  não há vedação à indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a Embaixada do Brasil nos Estados Unidos.

Leia também: Senador constrange Aras ao perguntar sobre família homossexual e cura gay

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), elogiou a indicação de Aras e a aprovação na Comissão: "Vejo pelo placar da CCJ que vossa excelência reúne todas s condições de ser aprovado no plenário do Senado", disse.