Tamanho do texto

Proposta voltará para a Câmara dos Deputados, que pode alterá-la e enviá-la à sanção presidencial; regras mais brandas para partidos foram retiradas

senado arrow-options
Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr
Um acordo entre os líderes costurou a retirada de pontos polêmicos do projeto que altera regras do fundo eleitoral

O Senado recuou de afrouxar as mudanças nas regras eleitorais para as eleições de 2020 e aprovou, em votação simbólica, apenas a parte do projeto que garante o financiamento do fundo eleitoral .

Leia também: Bolsonaro sanciona projeto que amplia posse de arma para propriedade rural

Um acordo entre os líderes costurou a retirada dos pontos polêmicos aprovados pela Câmara dos Deputados. Agora, a proposta será enviada novamente à Câmara, que pode alterá-la e enviá-la à sanção presidencial.

Leia também: STF homologa acordo de R$ 1 bi para a Amazônia e R$ 1,6 bi para a educação

A proposta aprovada pela Câmara sobre o fundo eleitoral flexibilizava as regras de prestação de contas de partidos e, segundo especialistas, abria margem para caixa dois e corrupção.