s
Marcos Corrêa/PR - 29.8.19
Erro em cálculo do governo aumenta fundo eleitoral em mais de meio bilhão

Um erro de cálculo do governo na elaboração do Orçamentode 2020 aumentou o fundo eleitoral no ano que vem em R$ 671 milhões, para R$ 2,5 bilhões. O valor correto seria de R$ 1,87 bilhão.

Leia também: Justiça determina que site tire textos com críticas a Joice Hasselmann do ar

O fundo eleitoral será utilizado para financiamento das eleições municipais. O erro foi apontado pelo líder do Novo na Câmara dos Deputados, Marcel Van Hattem (RS). O governo já reconheceu o erro e irá enviar uma retificação ao Congresso, segundo Van Hattem.

"Foram várias conversas (com Guedes) ao longo do fim de semana para descobrir onde estava o problema", disse Van Hattem em entrevista ao jornal O Globo .

No ofício enviado pela Receita Federal, foram somados os valores da compensação fiscal de propagandas partidárias em 2017 e de propagandas eleitorais em 2016, embora a lei determine que apenas propagandas partidárias devam ser consideradas, de acordo com o Novo.

No Congresso , o erro foi visto por parlamentares ligados ao governo como uma "confusão", que estaria irritando o articulador político do Palácio do Planalto, o ministro da Secretaria de Governo (Segov), Luiz Eduardo Ramos.

A deputada federal Joice Hasslemann (PSL-SP) disse não saber se o Ministério da Economia vai enviar uma retificação do projeto.

"Não tem nenhuma decisão sobre isso não", disse.

Decidido a votar contra o aumento do fundo eleitoral, o PSL na Câmara vai pedir destaques e votação nominal, para que quem quiser aprovar a medida deixe suas "digitais" na iniciativa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários