Morreu neste domingo (01), aos 81 anos de idade, o ex-governador de São Paulo, Alberto Goldman. A informação foi confirmada pela GloboNews . Ele estava internado desde 19 de agosto na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Sírio-Libanês após passar mal e ser submetido a uma cirurgia cerebral. 

Leia também: Procuradores ironizaram morte de esposa de Lula e a compararam com viúva do PCC

Alberto Goldman
Divulgação
Alberto Goldman

Luto oficial

O governador João Doria decretou luto oficial de três dias no Estado em função da morte de Alberto Goldman. Em nota, João Doria lamentou a "perda para a família, para o Estado e para o País, do ex-governador Alberto Goldman". O governador João Doria também manifestou condolências à viúva, aos filhos, netos e amigos do político.

Ao que parece, Alberto Goldman foi ao hospital para tratar de um câncer neuroendócrino na região cervical. No entanto, o ex-governador  passou mal durante o exame e uma tomografia constatou sangramento no cérebro.

Você viu?

Leia também: Blogueira que comemorou morte de neto de Lula implora ajuda para indenização

Após isso, Goldman foi submetido a uma cirurgia no mesmo dia da internação, mas seu estado de saúde piorou e ele não resistiu. o ex-correligionário deixa esposa e dois filhos do atual casamento com Deuzeni Trisoglio, além de outros três do casamento com a artista plástica Sara Goldman.

Leia também: Dilma Jane, mãe da ex-presidente Dilma Rousseff, morre em Belo Horizonte

Dono de uma extensa carreira na política Alberto Goldman  foi deputado federal por seis mandatos e ministro dos Transportes do governo Itamar Franco. Em 1997 ele rompeu com Quércia e foi para o PSDB. Em 2010, ele era vice-governador de São Paulo e assumiu como governador quando José Serra (PSDB) deixou o cargo para disputar a Presidência. Ainda não há informações sobre velório e supultamento.  

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários