Deputado Átila Lira foi expulso do PSB por ter votado a favor da reforma da Previdência
Alex Ferreira/ CÂmara dos Deputados
Deputado Átila Lira foi expulso do PSB por ter votado a favor da reforma da Previdência


Com 83 votos favoráveis, o PSB decidiu nesta sexta-feira expulsar o deputado federal Átila Lira (PSB-PI) por ter votado a favor da reforma daPrevidência na Câmara, contrariando a orientação da bancada que fechou questão contra o tema.

 Além do coordenador da bancada do Piauí no Congresso, outros dez deputados do PSB desobedeceram a orientação partidária no primeiro turno e votaram a favor do texto que muda as aposentadorias.

Leia também: Deputado 'infiel' do PSB muda voto sobre Previdência, mas ainda quer ser expulso

Você viu?

Já no segundo turno da votação, esse número diminuiu, porque o deputado Luiz Flávio Gomes mudou seu voto. O caso dele foi arquivado e não passou por análise na reunião do diretório nacional.

Líder do PSB na Câmara, Tadeu Alencar (PE), acompanhou o voto do relator, que pediu a expulsão do colega. Os casos serão analisados um a um. O próximo da lista será o deputado federal Emidinho Madeira (MG).

Leia também: Expulsões de deputados ferem cofres dos partidos, mas não mudam fundo partidário

Felipe Rigoni, deputado do Espírito Santo, é o quarto da lista a ser apreciada ainda nesta sexta-feira. A tendência é que ele não seja expulso, mas punido com algumas sanções,  como perda das prerrogativas no Congresso e Executivo. Assim, os punidos perderão cargos no governo, presidência de comissões, direito ao voto na bancada.

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, decidiu não aceitar o voto dos integrantes da legenda que não estavam presente durante a votação. O deputado federal Júlio Delgado (PSB-MG) havia deixado o voto por escrito contrário as punições de todos os colegas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários