Tamanho do texto

Em reunião a portas fechadas, cúpula do partido acompanhou o parecer do relator Celso Sabino (PA) contrário ao afastamento do deputado mineiro

Aécio Neves arrow-options
Divulgação/PSDB na Câmara
PSDB rejeitou dois pedidos de expulsão de Aécio Neves

A Executiva Nacional do PSDB rejeitou nesta quarta-feira (21)  dois pedidos de expulsão da legenda do deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG). Em reunião a portas fechadas, a cúpula do partido acompanhou o parecer do relator Celso Sabino (PSDB-PA), contrário ao afastamento do tucano. Sabino considerou os requerimentos "ineptos” para a saída do mineiro.

A decisão impõe uma primeira derrota ao governador de São Paulo, João Doria, que nesta terça-feira (20) voltou a pedir que Aécio Neves faça sua defesa longe da sigla .

"A meu ver, o deputado Aécio Neves tem todo o direito a formular sua defesa, na plenitude, confiante na sua inocência, confiante também na Justiça, mas pode fazê-lo fora do PSDB", disse Doria, ao ser questionado sobre o futuro do deputado.

Leia também: MP recomenda rejeição de contas eleitorais de Aécio e PSDB em 2014

Aécio Neves é investigado em inquéritos da Lava Jato. Acusado de corrupção passiva e obstrução de Justiça, ele virou réu em um processo da Lava Jato em abril do ano passado. O deputado é acusado de receber propina no valor de R$ 2 milhões do empresário Joesley Batista, do grupo J&F. Ele nega ter cometido irregularidades.