Tamanho do texto

Presidente do PSD, Gilberto Kassab vê chances do partido conseguir ocupar a cadeira da segunda maior capital do País a partir de 2020

Arolde de Oliveira arrow-options
Geraldo Magela/Agência Senado
Eleito senador em 2018, Arolde de Oliveira (PSD) ganha força para ser candidato a prefeito do Rio de Janeiro em 2020


Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, esteve no Rio de Janeiro na última segunda-feira  (29) para conversar com vereadores e deputados sobre eleições. Ficou acertado que o partido terá de construir até janeiro candidaturas próprias em municípios com mais de 200 mil eleitores, incluindo a capital. Ou seja: Crivella não deve ter o apoio. 

Leia também: Flávio e PSL definem Rodrigo Amorim como candidato à prefeitura do Rio em 2020

Em princípio, o nome mais forte do partido para concorrer na capital fluminense é Arolde de Oliveira. O senador de 82 anos surpreendeu nas eleições de 2018, derrotando políticos famosos do Estado, como Chico Alencar (PSOL), César Maia (DEM), Miro Teixeira (Rede) e Lindbergh Farias (PT), criando esperanças no PSD.

O partido de Gilberto Kassab quer se consolidar como uma via aos eleitores que não querem votar em candidatos da esquerda, mas também não se solidarizam com Jair Bolsonaro. O partido do Presidente, PSL, já confirmou o deputado estadual Rodrigo Amorim como candidato à prefeitura em 2020.

Leia também: Doria vira cidadão carioca e aponta Paulo Marinho para reerguer PSDB no Rio

Em 2016, o PSD apostou no então deputado federal Índio da Costa para o posto, mas o mesmo não conseguiu sucesso. A sigla, então se aliou a Marcelo Crivella (PRB), que acabou eleito no segundo turno derrotado Marcelo Freixo (PSOL).

Leia também: Kassab continuou a receber mesada da JBS mesmo após virar ministro, diz Dodge

Além do PSD , o PSDB também dá mostras de que se colocará como uma via do centro-direita nas eleições de 2020. Amigo de João Doria, o empresário Paulo Marinho se filiou ao partido tucano e deve ser o candidato da sigla. Ele foi um dos apoiadores de Bolsonaro no ano passado.