Tamanho do texto

Presidente da Câmara usa Twitter para afirmar que defendeu a liberdade da imprensa em vídeo postado na mesma rede social e que jornalista foi manipulador ao postar apenas a sua interpretação do que foi falado

Rodrigo Maia arrow-options
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Rodrigo Maia afirma que Glenn Greewald manipulou a verdade ao postar seu vídeo editado


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), usou o seu perfil no Twitter, nesta quarta-feira (31), para esclarecer que, ao contrário do que foi postado pelo jornalista Glenn Greenwald, ele defendeu a liberdade de imprensa, sem afirmar que Sergio Moro e Deltan Dallagnl teriam cometido crimes ao duvidarem dos conteúdos divulgados pelo site The Intercept Brasil .

Leia também: Maia defende sigilo da fonte e critica vazamentos feitos por agentes públicos

Segundo Rodrigo Maia , Glenn manipulou a verdade ao postar um trecho da declaração do presidente da Câmara sobre a liberdade de imprensa e concluir que o mesmo estava atacando Deltan Dallagnol e Sergio Moro.

"O Sr. Glenn Greenwald postou sua própria interpretação do vídeo que gravei. No vídeo, defendo EXCLUSIVAMENTE a liberdade de Imprensa e o direito ao sigilo da fonte garantidos na Constituição", explicou Maia.

Leia também: Hackers também tentaram invadir Telegram de Dodge, Maia e Alcolumbre

Na terça-feira (30), Glenn postou a declaração de Maia. Veja o Tweet:



Na visão do presidente da Câmara, a única defesa foi de liberdade de imprensa e a interpretação do jornalista sobre sua fala, não pode ser usada.



Jornalista responsável pela divulgação de conversas de Sergio Moro com procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato no período em que o ministro da Justiça e Segurança Pública era juiz federal, Glenn Greenwald virou alvo de defensores de Jair Bolsonaro e da Lava Jato, que o acusam de usar meios ilícitos para obtenção de informações.

Leia também: Reforma política é entregue a Maia, mas não deve ser pautada tão cedo

O caso repercutiu no Congresso, que chegou a convidar o jornalista e Moro, em ocasiões diferentes, para esclarecimentos sobre a Vaza Jato. 

Após ler as críticas de Maia , Glenn Greenwald usou a mesma rede social para dizer que o que fez não foi intencional e confirmou que realmente postou a sua interpretação. "De qualquer forma o que importa é a veemente defesa da liberdade de imprensa feita pelo senhor. É o que eu tenho feito durante todo esse tempo".