Tamanho do texto

Presidente participou de evento de igreja evangélica em Brasília e diz que seu mandato está a serviço de Deus

Bolsonaro arrow-options
Marcos Corrêa/PR
Presidente Bolsonaro esteve em evento realizado por uma igreja evangélica de Brasília

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira que a única instituição a que tem lealdade absoluta é o povo, além de Deus. Ele participou, por pouco mais de dez minutos, da “Celebração Internacional 2019: Conquistando pelos olhos da Fé”, evento organizado pela igreja Sara Nossa Terra, onde foi recebido aos gritos de "mito".

Leia também: Grupo terrorista tem plano para matar família Bolsonaro e ministros, diz revista

"A nossa força vem do povo, a única instituição a que nós temos lealdade absoluta de submeter, depois de Deus obviamente. O Brasil é nosso", disse Bolsonaro, que voltou a afirmar que o povo brasileiro é cristão.

"Deus está acima de tudo. O Estado pode ser laico, mas nós somos cristãos. Em nosso governo, a família terá a atenção, o respeito que merece. Devo minha vida a Deus. Este mandato está serviço dele. O Brasil estava muito próximo do precipício ético, moral e religioso. Juntos, estamos resgatando isso. Com o apoio e vocês, a confiança foi fundamental para que nosso Brasil pudesse ter mais esperança, a certeza de que seria diferente daqueles que nos antecederam. Obrigado a todos vocês. Deus nos capacita para essa missão", disse.

Antes do presidente, o líder da igreja , Bispo Rodovalho, que já foi deputado federal, mencionou a facada sofrida por Bolsonaro em setembro de 2018, quando ele estava em campanha eleitoral em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Leia também: Além de Lula Livre, PT usou dinheiro público para bancar até iPhone para Gleisi

"Nós entendemos que sua vida, sua trajetória foi um milagre de Deus . O senhor Deus guardou o senhor no momento da facada", disse Rodovalho .

Depois, sendo seguido pelo público no evento, o bispo deu uma bênção a Bolsonaro , ao governo e ao Brasil: "Deus, abençoe o presidente. Deus, abençoe o governo. Deus, abençoe o Brasil, em nome de Jesus".