Tamanho do texto

Conselho Nacional do Ministério Público analisa uma representação protocolada nesta segunda-feira, em meio a novos vazamentos de conversas

Dallagnol arrow-options
Lula Marques/Agência PT
Deltan Dallagnol pode ser investigado após vazamentos de mensagens

Após novos vazamentos de mensagens da Lava Jato, a Corregedoria do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decide, nesta terça-feira (16), se vai ou não investigar Deltan Dallagnol, procurador e coordenador da operação no Paraná. As informações são do jornal Correio Braziliense.

Leia também: Deltan pediu ingressos para parque em troca de palestra, revela vazamento

O CNMP vai analisar uma representação protocolada ontem, após a divulgação de mensagens trocadas entre Dallagnol e  integrantes da força-tarefa. De acordo com o jornal, outros membros da operação Lava Jato poderão ser alvo de investigações. 

Nas conversas, divulgadas pela Folha de S.Paulo neste domingo (14), Dallagnol  discute abrir uma empresa com o procurador Roberto Pozzobon para realizar palestras remuneradas. Procuradores são proibidos por lei de gerenciar empresas, sendo assim, os dois planejavam registrar o negócio em nome das suas esposas, Fernanda Dallagnol e Amanda Pozzobon. 

De acordo com as mensagens, Deltan queria aproveitar o “networking e visibilidade” que conseguiu com sua atuação na Operação Lava Jato para lucrar. Eles também teriam chegado a conversar sobre a possibilidade de parcerias com outras empresas de eventos e com organizadores de formaturas. No entanto, nenhuma empresa ou instituto chegou a ser aberto no nome deles ou de familiares. 

Em meio a novos vazamentos e à espera pela decisão do CNMP, Dallagnol e outros procuradores da Lava Jato vão para Brasília nesta terça para participar de uma reunião na sede da Procuradoria-geral da República, a pedido de Raquel Dodge.