Tamanho do texto

Representação contra deputado do Psol está no Conselho de Ética da Câmara

Deputado Glauber Braga arrow-options
Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Em audiência, deputado do Psol chamou ministro da Justiça de ladrão

O PSL protocolou ação contra o deputado Glauber Braga (Psol) no Conselho de Ética da Câmara. O motivo foi o ataque realizado pelo parlamentar contra o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, ao chamá-lo de "ladrão" em audiência no último dia 2. A informação é da coluna Informe do Dia .

“A representação do PSL é uma resposta para essas pessoas que julgam que podem falar o que quiser, ofendendo autoridades do Governo e julgando-se acima do bem e do mal. Como não têm conteúdo, partem para ataques baixos e sujos para agradar seu eleitorado e ganhar curtidas. Quer lacrar? Beleza, mas vai ter resposta à altura da gravidade de sua lacração”, afirma o vice-líder do governo na Câmara, deputado Carlos Jordy (PSL-RJ).

Leia também: Após diálogos de Moro, Maia quer analisar separação da atuação de juízes

Em resposta, o deputado afirmou que vai utilizar de todos os meios possíveis para provar e demonstrar que sua fala sobre Moro é verdadeira, inclusive convocando as oito testemunhas a que tem direito: "não retiro uma palavra do que eu falei".

Segunda representação

No último dia 3, a lider do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP) , também protocolou uma ação por quebra de decoro contra o deputado Glauber Braga (PSOL-RJ) pelo mesmo motivo. 

De acordo com  Joice  , o colega cometeu quebra de decoro ao "insultar" o ministro . "Deputado Glauber Braga irá responder por quebra de decoro no Conselho de Ética . Braga insultou o ministro Moro na CCJ . Este parlamentar nos envergonha", escreveu a deputada.

Leia também: Glenn diz não temer perseguição e confirma que mais vazamentos serão divulgados

Na CCJ, onde Moro respondia sobre as supostas mensagens vazadas entre ele e procuradores da Lava Jato pelo site The Intercept , Braga fez um longo discurso e, após fazer uma analogia de Moro com um juiz de futebol, declarou que o atual ministro da Justiça "se corrompeu" e será lembrado pela história como um "juiz ladrão".