Tamanho do texto

Intenção contraria discurso de campanha, quando o então candidato falou ser contra disputar um novo mandato

Bolsonaro
Marcos Corrêa/PR
Em discurso, bolsonaro confirmou que pretende concorrer à reeleição

Aos gritos de "mito", o  presidente Jair Bolsonaro fez um discurso no palco de uma festa julina no Clube Naval em Brasília, na noite deste sábado, em que voltou a falar de reeleição.

Bolsonaro disse que deixará um país melhor a quem o suceder em 2026. O atual mandato do presidente termina em 2022.

Leia também: Moro e Lava Jato teriam atuado para expôr dados sigilosos da Venezuela

A intenção de disputar novamente à Presidência , que ele já havia manifestado recentemente em agenda no interior de São Paulo, contraria discurso de campanha, quando o então candidato falou ser contra a reeleição.

"Pegamos um país quebrado, moral, ética e economicamente, mas se Deus quiser conseguiremos entregá-lo muito melhor a quem nos suceder em 2026", afirmou o presidente.

Bolsonaro disse que não há "nenhuma acusação de corrupção" em seu governo: "Aquilo que parece que estava fadado a fazer parte da nossa história, ficou para trás.

Apesar das declarações, há denúncias no entorno do presidente, como o escândalo envolvendo o filho mais velho, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), investigado por suspeita de "rachadinha" em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa do Rio. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, é suspeito de participar de um esquema de candidaturas laranjas do PSL.

Leia também: Ministro do Turismo segue intocável no governo Bolsonaro