Tamanho do texto

Deputada do PSL pediu que jornalista provasse que existam áudios de conversas de Sérgio Moro e ouviu que ela vai se arrepender de ter feito esse pedido quando as conversas vierem à tona; vídeo viralizou na internet

Glenn Greenwald
Pablo Valadares/Agência Câmara
Glenn Greenwald entrou em debate com a deputada Carla Zambelli (PSL)


A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) e o jornalista do The Intercept Brasil, Glenn Greenwald, protagonizaram um debate durante audiência na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, nesta terça-feira (25). Confiando na idoneidade de Sérgio Moro, a parlamentar desafiou o jornalista a provar que existam áudios de conversa do ex-juiz. Em resposta, Glenn afirmou que o futuro mostrará que ela "vai se arrepender" de ter feito esse pedido.

Leia também: Deputado é acusado de homofóbico por chamar marido de Glenn de "parceiro sexual"


Zambelli afirmou que Glenn Greenwald e o The Intercept Brasil fazem sensacionalismo com reportagens que mostram mensagens que ainda não está provado que sejam verdadeiras e que, se elas realmente existam, que sejam mostradas, bem como os áudios.

Leia também: Glenn Greenwald diz que nos EUA Moro teria sido afastado da magistratura 

A resposta do jornalista foi publicada na internet, inclusive pelo marido de Glenn , David Miranda, que é deputado federal pelo PSOL.

"Nós começamos a reportar há duas semanas, áudios são muito difíceis para reportar, mas com certeza vamos soltar quando estiverem prontos jornalisticamente, com responsabiliadde para publicar e acho que você vai se arrepender muito de ter pedido isso", se defendeu Glenn Greenwald.

Leia também: Glenn comenta sabatina de Moro no Senado: "Insinua que conversas são falsas"

A resposta do jornalista gerou muita risada em outros deputados presentes à comissão. Carla Zambelli se retirou logo após ser rebatida.