Tamanho do texto

Em São Paulo, presidente foi apresentado no palco principal da Marcha para Jesus sob gritos de "Mito" e aplausos; ao aparecer no telão, recebeu vaias

Ao participar da Marcha para Jesus, em São Paulo , nesta quinta-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro disse que vai tentar a reeleição em 2022 se o governo não conseguir aprovar uma boa reforma política e "se o povo quiser."

Bolsonaro na marcha para jesus
Palácio do Planalto
Bolsonaro participa da Marcha para Jesus, em São Paulo, nesta quinta-feira (20), e fala sobre reeleição em 2022

Durante os discursos, alguns líderes religiosos indicaram que endossam a proposta. O apóstolo Cesar Augusto, presidente da Igreja Apostólica Fonte da Vida, disse que pretende ver o presidente no evento "por mais oito anos".

Bolsonarohavia falado sobre reeleição mais cedo . Durante evento em Eldorado, cidade do interior de São Paulo onde passou parte da infância, ele declarou que, "lá na frente", todos votarão nele.  Na campanha presidencial, no entanto, ele chegou a defender o fim da disputa do segundo mandato.

Questionado sobre o assunto, após a participação na Marcha para Jesus , ele foi mais direto: "Se tiver uma boa reforma política eu posso até jogar fora a possibilidade de reeleição. Agora, se não tiver uma boa reforma política e se o povo quiser, estamos aí para continuar mais quatro anos", afirmou o presidente, em uma rápida coletiva de imprensa.

Bolsonaro foi apresentado no palco principal da Marcha sob gritos de "Mito" e aplausos. Mas o apoio dos evangélicos ao seu nome não é uma unanimidade. Pode-se ouvir vaias quando ele apareceu nos telões espalhados pela Praça Heróis da FEB, na Zona Norte de São Paulo.

"É muito bom estar entre amigos. Melhor qdo estes amigos tem Deus no coração. Porque agora somos irmãos. Ano passado eu lhes disse "se Deus quiser ano que vem estarei nessa Marcha como presidente. Um presidente que diz que o estado é laico, mas que ele é cristão", discursou Bolsonaro.

Enquanto pré-candidato à presidência, Bolsonaro visitou a Marcha para Jesus do ano passado. Ele também já tinha ido ao evento de 2015. Ainda no palco, o presidente recebeu uma bênção do apóstolo Cesar Augusto, presidente da Igreja Apostólica Fonte da Vida: "As mudanças já começaram. Eu tenho certeza que o senhor vai fazer a marcha por mais oito anos. O senhor é um homem de Deus. Com coragem de declarar Deus acima de todos".