Tamanho do texto

Marcos do Val nega conflito de interesses. Vencedores da premiação 'Heróis Reais' visitaram fábrica da empresa armamentista brasileira

armas
Marcos Oliveira/Agência Senado
Marcos Do Val nega conflito de interesses e sustenta seu argumento com fato de que a abertura ao mercado internacional

O senador Marcos do Val (PPS-ES), relator que defendeu em parecer a manutenção do decreto das armas do presidente Jair Bolsonaro, organizou um prêmio patrocinado por empresas armamentistas. Para condecorar policiais, o hoje parlamentar criou em 2017 a premiação “Heróis Reais” com patrocínio da Taurus e da CBC, fabricantes nacionais de armas e munições, respectivamente.

Leia também: Confira os principais pontos do novo decreto de armas assinado por Bolsonaro

O parlamentar nega conflito de interesses e sustenta seu argumento com o fato de que a abertura ao mercado internacional, um dos temas do novo decreto , pode prejudicar as empresas.

O senador é relator de seis projetos de decreto legislativo (PDL) que pedem a revogação dos decretos editados por Bolsonaro para flexibilizar o porte de armas . Em relatório apresentado na semana passada à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Marcos do Val afirma que Bolsonaro não extrapolou seus poderes e apenas definiu critérios objetivos para o que já estava previsto no Estatuto do Desarmamento. Após a leitura do relatório, a discussão foi adiada.

Leia também: Destino das novas regras sobre armas deve ser discutido nesta quarta-feira