Tamanho do texto

Ex-governador do Ceará e deputada do PT participavam do 1º Congresso Nacional dos Policiais Antifascismo; parlamentar sugeriu que diferentes setores da esquerda deveriam se unir durante o governo de Jair Bolsonaro

IstoÉ

Durante o 1º Congresso Nacional dos Policiais Antifascismo, Ciro Gomes (PDT) voltou a causar polêmica . Ele discutiu com a deputada federal Maria do Rosário (PT) e as imagens estão circulando nas redes sociais.

No evento, Ciro disse que os erros cometidos nas últimas décadas na área de segurança pública, inclusive nos governos do PT, favoreceram as milícias e as facções criminosas. Rosário retrucou e Ciro afirmou que a deputada acha que “se não fizer uma defesa patológica do Lula, será chamada de traidora” e que “quem não vê a realidade é louco”.

Em outro momento do congresso, Maria do Rosário sugeriu que diferentes setores da esquerda deveriam se unir durante o governo Bolsonaro. Ciro prontamente respondeu: “Eu conheço vocês, unidade é o cacete”.


    Leia tudo sobre: Lula