Tamanho do texto

Atos agendados para ocorrer em diversas cidades têm como alvos o STF e grupo político que impôs derrotas ao Planalto no Congresso; presidente não irá a manifestações, que desta vez também não contam com suporte do MBL

Bolsonaro
Tânia Regô/AgenciaBrasil 28.10.2018
Manifestações em apoio ao governo Bolsonaro estão marcadas para este domingo

Grupos de apoiadores do governo Jair Bolsonaro (PSL)  agendaram para este domingo (26) manifestações para diversas cidades do País. Os atos têm como mote a defesa da gestão do presidente e protestar contra o chamado centrão – grupo que reúne partidos como PP, PR, PRB e DEM, do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ).

Leia também: Brasília tem oração para "abrir coração de políticos" e fantasias de lagosta

As  manifestações  foram convocadas por grupos como o Nas Ruas – encabeçado pela deputada Carla Zambelli (PSL-SP) –, Patriotas Lobos Brasil, Avança Brasil, Ativistas Independentes e Direita São Paulo. Há atos marcados para ocorrer em capitais como São Paulo, Brasília, Curitiba e Salvador, e em cidades como Chapecó (SC), São José do Rio Preto (SP) e Santos (SP).

Grupos com maior estrutura, como o Movimento Brasil Livre ( MBL ) e o Vem Pra Rua, que, no passado, promoveram manifestações em apoio a  Bolsonaro  , não entraram na articulação dos protestos desta vez. O próprio  presidente disse que também não participará das manifestações e o PSL anunciou que não apoiará os atos institucionalmente .