Tamanho do texto

Governo alega urgência para atender aos familiares do presidente e do vice; cada modelo de veículo chega a R$ 270 mil e tem pneus à prova de bala

Bolsonaro e Mourão
Reprodução/Flickr
Bolsonaro e Mourão

O Palácio do Planalto pretende gastar R$ 7,1 milhões com carros blindados para a família do presidente Jair Bolsonaro e de seu vice, Hamilton Mourão. As informações são do jornalista Guilherme Amado, da revista  Época

Leia também: Queiroz pagou cirurgia de R$ 64,5 mil no Albert Einstein com dinheiro vivo

De acordo com a revista, o Planalto alega urgência para atender aos familiares de Bolsonaro e Mourão. O pregão será aberto daqui a duas semanas e prevê a compra de pelo menos 39 veículos. O preço de cada um chega a R$ 270 mil. 

Entre as opções cotadas estão os modelos Audi A6, Ford Fusion, Honda Accord ou "superiores". Além disso, todos os carros devem ter suportes para armas letais, pneus à prova de bala e equipamentos de varredura e monitoramento.

A informação causou polêmica nesta sexta-feira e "Bolsonaro e Mourão" se tornou um dos assuntos mais comentados do Twitter. "Não tem dinheiro pra nada. Falta verba para universidades, para os remédios, para reajustar o salário mínimo no ano que vem, para os benefícios dos velhinhos pobres. Mas para carros de luxo pro Bolsonaro e Mourão, os dois parasitas, aí o dinheiro sobra", escreveu um internauta. 

Leia também: Bolsonaro tem até 15 dias para pagar indenização de R$ 10 mil a Maria do Rosário

Apesar do protesto e da indignação da maioria dos internautas, alguns defenderam a iniciativa do Planalto : "Me arrepender jamais! Apoio Bolsonaro e Mourão! Prefiro gastar a com segurança deles do que com 4 advogados para cada Adélio que aparecer! Presidente já precisa de segurança, imaginem quando ele quer lutar contra o sistema imundo que vivemos!", escreveu um deles.