Tamanho do texto

Atos estão marcados em todo o país; pessoas próximas afirmam que objetivo da ausência é demonstrar "respeito pelo cargo e suas responsabilidades"

Jair Bolsonaro
Isac Nóbrega/PR - 15.5.19
Jair Bolsonaro não deve participar das manifestações convocadas para o próximo domingo

O presidente Jair Bolsonaro não deve participar das manifestações convocadas para o próximo domingo (26), em apoio ao seu mandato. De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo , o presidente teria dito aos ministros que não iria aos atos. Pessoas próximas afirmam que o objetivo é demonstrar "respeito pelo cargo e por suas responsabilidades".

As manifestações sofrem a resistência de parlamentares e grupos, como o Movimento Brasil Livre (MBL), que apontam discurso antipolítico e antiliberal na estratégia. Também hoje, o presidente do PSL, Luciano Bivar,  disse, em Brasília, que não vê motivos para a realização de manifestações convocadas por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro .

Leia também: "Não é momento para manifestações duras nem pró nem contra", afirma Doria

O partido terá uma reunião à tarde para definir se participa ou não dos protestos que estão marcados para o próximo domingo. O tema gerou brigas internas na bancada do partido e, em meio à escalada de tensão,  a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) anunciou na segunda-feira a correligionários que cogitava deixar a legenda.

Os atos em favor do governo são promovidos por grupos como o Vem Pra Rua, Movimento Brasil Conservador, NasRuas e Endireita Brasil, Movimento Avança Brasil.