Tamanho do texto

Presidente se irritou com a profissional após ela questionar resposta dele sobre os cortes na Educação: "Semeando a discórdia e perguntando besteira"

Bolsonaro
Divulgação
Jair Bolsonaro se irritou com jornalistas durante entrevista em Dallas

Na mesma coletiva de imprensa em que saiu em defesa do filho Flávio Bolsonaro nesta quinta-feira, em Dallas, no Texas, o presidente Jair Bolsonaro a atacou a imprensa e sugeriu que uma repórter deveria voltar "numa faculdade que preste" para fazer "um bom jornalismo". A profissional havia questionado o presidente sobre o perfil das universidades brasileirasmencionadas por ele como expoentes na pesquisa acadêmica do Brasil.

Leia também: Boulos ironiza visita 'surpresa' de Bolsonaro: "Eu que invado a casa dos outros"

Inicialmente, Bolsonaro afastou as críticas de acadêmicos, que têm reclamado sobre o possível impacto nas universidades a partir dos cortes na Educação — o bloqueio no orçamento foi objeto de protesto em todos os estados na quarta-feira. Segundo o presidente,  "entre as 250 melhores universidades do mundo não tem nenhuma brasileira", o que inviabilizaria as colocações sobre as pesquisas. Bolsonaro disse que "pesquisa até temos, na Mackenzie, no IME, no ITA, em poucas universidades".

A partir da fala do presidente, a repórter questionou o motivo de o presidente citar uma universidade particular (Mackenzie) como exemplo de pesquisa. Bolsonaro afirmou que não havia citado instituições privadas, afirmou ironicamente que tinha diante dele uma especialista em orçamento e recomendou que a profissional voltasse a estudar. 

"Primeiro, você tem que entrar de novo numa faculdade que presta e fazer um bom jornalismo. O jornal tem que fazer isso e não contratar qualquer uma ou qualquer um para ser jornalista, para ficar semeando a discórdia e perguntando besteira por aí e publicando coisas nojentas", disse o presidente enquanto os próprios apoiadores gritavam em reação positiva à resposta.

Leia também: Juíza é ameaçada após contrariar Bolsonaro e recomendar radares nas estradas

Em seguida, Bolsonaro perguntou se a repórter queria continuar a debater com ele. Ao ouvir que ela apenas queria saber sobre os cortes orçamentários, Bolsonaro encerrou a entrevista.

"Todas as áreas são essenciais. Ciência e Tecnologia é tão importante quanto Educação. Temos que investir em conhecimento, se não, quando acabarem nossa commodities, vamos viver do quê? Não somos herbívoros", concluiu Bolsonaro .