Tamanho do texto

Em meio a crise envolvendo ministros do STF, Sérgio Moro negou que já tenha conversado com o presidente Jair Bolsonaro sobre uma indicação futura para assumir um dos postos na Suprema Corte do Brasil

Sérgio Moro no microfone
Marcelo Camargo/ABr
Sérgio Moro negou que já tenha conversado com Bolsonaro sobre ser ministro do STF


O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, negou que esteja pensando em ser no futuro um dos ministros do Supremo Tribunal Federal. Em entrevista ao jornal Expresso , de Portugal, o ex-juiz federal classificou uma indicação à Suprema Corte como "ganhar na loteria", mas que só tem olhos para o seu trabalho atual.

Leia também: Ex-premiê português ataca Moro: "É um ativista político disfarçado de juiz"

Sérgio Moro precisou responder sobre o STF justamente em um momento de muitas polêmicas envolvendo a Suprema Corte. Senadores lutam para que seja instaurada a CPI do "Lava Toga", que visa investigar ministros e até pedir impeachment de alguns.

“Ir para o STF seria como ganhar na loteria. Não é simples. O meu objetivo é apenas fazer o meu trabalho”, disse o ministro da Justiça.

Leia também: Governo vai liderar projeto para mudar tradição da impunidade, diz Moro

Na época em que aceitou o convite para ser ministro da Justiça e Segurança Pública, muito se falou sobre a possibilidade do ex-juiz da Lava Jato assumir, a partir de 2020, uma das cadeiras no STF. Jair Bolsonaro será responsável pela indicação de dopis ministros do Supremo, já que Celso de Mello e Marco Aurélio Mello chegarão aos 75 anos e terão a aposentadoria compulsória antes do fim do mandato do presidente.

Leia também: Banco de dados de DNA ficará completo até final do governo, diz Moro

Último ministro a chegar no STF, Alexandre de Moraes ocupou o mesmo cargo de Moro antes de chegar ao Supremo por indicação do então presidente Michel Temer. Ele assumiu com a morte de Teori Zavascki em um acidente de avião janeiro de 2017.

Segundo pesquisa Datafolha divulgada pouco antes dos 100 primeiros dias da nova presidência, Sérgio Moro é o ministro mais bem avaliado do governo Bolsonaro, com 59% das pessoas o avaliando como ótimo ou bom.