Tamanho do texto

Exoneração foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Cidadania, Osmar Terra; João Manoel Santos Souza deve assumir o cargo

General Marco Aurélio Costa Vieira
Divulgação
General Marco Aurélio Costa Vieira foi exonerado do cargo de secretário do Esporte

O general Marco Aurélio Costa Vieira não é mais o secretário do Esporte do governo Jair Bolsonaro. A exoneração do militar foi publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (18) e foi assinada pelo próprio presidente e pelo ministro da Cidadania, Osmar Terra. Desde que deixou de ser um ministério, a pasta do Esporte está vinculada à da Cidadania.

Leia também: Bolsonaro defende mineração e agropecuária em terras indígenas

O militar havia se reunido com Bolsonaro no dia 8 de abril, o que já indicava uma possível saída da Secretaria . De acordo com informações da Agência Estado, João Manoel Santos Souza é o favorito para assumir a vaga. Ele é filho do senador João Alberto, do MDB do Maranhão, mesmo partido do ministro Osmar Terra.

A concessão do cargo de Secretário do Esporte seria um "agrado" do presidente Jair Bolsonaro ao MDB, que é considerado chave na tramitação da reforma da Previdência . O partido tem uma das maiores representações no Congresso é constantemente dita o tom das outras siglas do chamado "centrão".

Leia também: Morre catador baleado pelo Exército ao ajudar família alvo de 80 tiros no Rio

General da reserva do Exército desde 2002, Marco Aurélio  Costa Vieirafoi diretor-executivo de operações das Olimpiadas do Rio de Janeiro, em 2016, além de ter participado do planejamento  do revezamento da tocha olímpica pelas cinco regiões brasileiras. Ele assumiu a Secretaria do Esporte no dia 2 de janeiro.