Tamanho do texto

Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos pretende lançar campanha para que todas as cidades tenham pelo menos uma representante feminina

undefined
Carolina Antunes/PR
Damares Alves defende maior participação das mulheres na política


Ministra da Família, da Mulher e dos Direitos Humanos, Damares Alves usou a sua participação no encontro da Confederação Nacional dos Municípios, na terça-feira (9), para defender uma maior participação das mulheres na política brasileira. Segundo a ministra, existem Câmaras Municipais sem a presença de mulheres como vereadoras. Para mudar esta realidade, propôs uma campanha.

Leia também: MP do Ensino Domiciliar deve sair até a próxima semana, diz Damares

De acordo com Damares Alves , é preciso que as mulheres participem de caravanas para que não existam municípios sem a participação feminina. A ministra pede “ocupação de espaços”.

“Nós temos como desafio fazer uma grande campanha para que nenhum município no Brasil deixe de ter, no mínimo, uma única representante mulher . Quero convidar as municipalistas para, junto com o nosso ministério, partir em caravana pelas cidades”, disse a ministra.

Damares também fez questão de ressaltar em seu discurso que as mulheres brasileiras são diferentes e precisam ser valorizadas como “guerreiras”.

Leia também: Fora da agenda, Bolsonaro vê filme cristão no cinema com Michelle e Damares


“Vamos dizer para essas mulheres guerreiras, valentes, porque a mulher brasileira é diferente, que nós vamos ocupar os espaços”, defendeu.

Leia também: Brasil está entre os países com menos mulheres no governo, aponta ONU

Damares Alves é uma das duas ministras mulheres do governo Bolsonaro – a outra é Tereza Cristina (Agricultura) – mas coleciona frases polêmicas na questão de gênero, como um discurso em que defendeu que meninos devem vestir azul e meninas, rosa. De acordo com a última pesquisa Datafolha, a ministra é aprovada por 25% da população.