undefined
Caio César/CMRJ
Carlos Bolsonaro foi criticado por estar em Brasília e não na cidade do Rio de Janeiro, onde é vereador

O vereador pelo Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), rebateu nesta terça-feira (19) críticas a sua visita a Brasília na segunda-feira (18). O parlamentar havia postado ontem nas redes sociais que estava na capital do país para conversar com colegas da Câmara e desenvolver “linhas de produção solicitadas pelo Presidente Jair Bolsonaro”.

Leia também: "Me sinto culpado de vez em quando", diz Carlos sobre posts nas redes

Em nova publicação nesta terça-feira,  Carlos Bolsonaro explicou que sempre teve costume de ir a Brasília as segundas-feiras e que sempre volta para o Rio de Janeiro no dia seguinte para cumprir com suas atividades legislativas.

“Muitos bandidos sabem e espalham em seus meios de comunicação a desinformação, outros estão aprendendo do que se trata uma atividade parlamentar e outros torcem contra por prazer mesmo”, desabafou Carlos.

Leia também: “Nenhum filho meu manda no governo", afirma Bolsonaro

O filho do presidente foi criticado por estar em Brasília e não na cidade do Rio de Janeiro, onde é vereador. “Estou tranquilamente de volta ao Rio, seguindo minha rotina normal, participando de votações, de todo o rito parlamentar que me é pertinente e além disso, posso trabalhar em qualquer região do país no período que criticaram”, rebateu.

Na mensagem publicada hoje nas redes sociais, o filho do presente aproveitou para detalhar algumas de suas atividades como vereador nesta terça-feira e alfinetar os críticos. “Continuar com esta conversa para boi dormir de ter que ficar estagnado no Rio depois desta curta explicação é digna diploma de canalha com pós graduação em burrice e doutorado em analfabetismo funcional”, digitou.


Leia também: Olavo de Carvalho diz que governo Bolsonaro pode acabar em seis meses

Segundo o jornal O Estado de S.PauloCarlos Bolsonaro foi aos gabinetes do irmão, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), e do deputado Hélio Lopes (PSL-RJ). Na Câmara, esteve acompanhado do subchefe de Articulação e Monitoramento da Casa Civil, José Vicente Santini. Enquanto isso, Jair Bolsonaro continuava sua viagem aos Estados Unidos onde participou de reuniões e firmou acordos com o governo de Donald Traump.

    Veja Também

      Mostrar mais