Tamanho do texto

Assembleia Legislativa de São Paulo dá posse aos 94 deputados estaduais eleitos no estado; o governador João Doria está participando da cerimônia

Deputados tomam posse na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp)
Divulgação
Deputados tomam posse na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp)

Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) dá posse, na tarde desta sexta-feira, aos 94 deputados estaduais eleitos pelo estado.  A solenidade marca o início da 19ª Legislatura (2019-2023) e foi presidida pelo deputado Cauê Macris (PSDB), atual presidente da Casa. 

Leia também: Maia convida Bolsonaro, Toffoli e Alcolumbre para encontro

A mesa foi formada pelo governador João Doria, o presidente da Alesp , deputado Cauê Macris (PSDB), o primeiro secretário da Casa, deputado Luiz Fernando Teixeira (PT), o segundo secretário da Casa, deputado Estevam Galvão (DEM), além do vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado, Artur Marques. 

Seguindo determinação do Regimento Interno da Assembleia, o presidente leu o compromisso regimental em nome de todos os eleitos e, em seguida, realizou a chamada nominal dos deputados diplomados para fazer o juramento.

Na sequência, os 94 parlamentares que tomaram posse juraram respeitar a Constituição e a confiança depositada neles pela população. A partir de então, os deputados receberam a declaração de posse.

Leia também: Brasil negociará isenção de visto para brasileiros nos EUA, diz Ernesto Araújo

Depois, os parlamentares escolheram a nova Mesa Diretora da casa. O tucano Macris foi reeleito com 70 votos em disputa contra Janaína Paschoal (PSL), que recebeu 16 votos, além de Daniel José (NOVO) e Mônica Seixas (PSOL) que conseguiram quatro votos cada um. Ele ficará dois ano no cargo.

Ao votar, Janaína. que foi eleita a deputada estadual mais votada da história, disse que "não tinha preço ver o PT brigando pelo PSDB", alfinetando a aliança pelos dois partidos, que são rivais históricos na política, em especial no estado de São Paulo.

Além do presidente, também serão definidos os outros membros da Mesa Diretora, que ocuparão os cargos de primeiro e segundo secretários. Ênio Tatto (PT) venceu a disputa para o cargo de primeiro secretário. O segundo secretário será Milton Leite Filho (DEM).

A nova formação da Alesp contará com 51 novos deputados estaduais, além de 43 reeleitos. O PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, é a sigla tem mais membros na Casa, com 15. PT, com dez, PSB, com oito e PR, com sem vem na sequência.