Tamanho do texto

Conhecida como o dia da ressaca pós-Carnaval, a Quarta-feira de Cinzas é ponto facultativo até as 14h; mas só seis ministros têm compromissos hoje

Ministros de Bolsonaro tomaram posse dos seus cargos no início do ano, junto ao presidente da República
Valter Campanato/ABr
Ministros de Bolsonaro tomaram posse dos seus cargos no início do ano, junto ao presidente da República

O feriadão do Carnaval pode ter chegado ao fim para boa parte dos brasileiros e, nas redes sociais, há até internautas brincando com a agenda brasileira, desejando "Feliz 2019" para os amigos, como se, só nesta Quarta-feira de Cinzas (6), o ano enfim começasse no Brasil. Porém, em Brasília, a folga continua para muitos integrantes do governo de Jair Bolsonaro. Afinal, apenas 27% dos ministros de Bolsonaro terão algum compromisso oficial na agenda de hoje.

Leia também: Ministro da Educação promete "Lava Jato do MEC" com investigação de corrupção

Três quartos dos chefes de Estado da Esplanada dos Ministérios não divulgaram agenda oficial nesta Quarta-feira de Cinzas. Isso porque, dos 22 ministros de Bolsonaro , somente seis colocaram fim ao feriado prolongado e voltaram, oficialmente, ao trabalho hoje. 

O ministro da Economia, Paulo Guedes, o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, o das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, a da Agricultura, Tereza Cristina, e o da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, possuem compromissos marcados para esta Quarta-feira de Cinzas . Assim como o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

Leia também: "Nunca imaginei que seria um presidente tão fraco", diz Bebianno sobre Bolsonaro

Guedes, Moro e Roberto Campos marcaram reuniões e despachos internos. Já Ernesto Araújo marcou cinco compromissos. Um deles é um encontro bilateral com o ministro dos Negócios Estrangeiros da Turquia, Mevlut Cavusoglu, na embaixada do Brasil, em Washington.

Por sua vez, a ministra Tereza Cristina tem, para hoje, duas audiências marcadas, ambas no gabinete, em Brasília. Tarcísio Gomes vai se encontrar com Riccardo Savone, embaixador do Canadá no Brasil, e com Guilherme Penin, diretor Institucional da Rumo Logística. Mais tarde, o chefe da pasta da Infraestrutura se encontra com o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB).

Leia também: Janaina Paschoal pede afastamento de ministro do Turismo

Os outros 16 ministros de Bolsonaro não divulgaram a agenda do dia ou não tinham nenhum compromisso marcado para esta Quarta-feira de Cinzas. Já o próprio presidente Bolsonaro, por sua vez, divulgou que fará “despachos internos”, a partir das 14h, em Brasília.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas