Tamanho do texto

Presidente publicou um vídeo com conteúdo obsceno em sua conta do Twitter nessa terça-feira, assunto já é o mais comentado na rede social

Bolsonaro criou um debate após publicar um vídeo com conteúdo obsceno e repercutiu na imprensa internacional
Alan Santos/PR - 19.2.19
Bolsonaro criou um debate após publicar um vídeo com conteúdo obsceno e repercutiu na imprensa internacional

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) causou polêmica no Twitter nessa terça-feira (5) ao publicar um vídeo que contém conteúdo obsceno, criticando o Carnaval, e depois ao questionar os seguidores sobre o que seria o "golden shower", prática mostrada no vídeo . Na imprensa internacional não foi diferente. Veículos de diversos países comentaram a polêmica envolvendo o presidente.

As imagens publicadas por Bolsonaro mostram dois homens dançando em cima de um ponto de táxi, em um bloco de rua no Carnaval de São Paulo. No vídeo, um dos foliões coloca o dedo no próprio ânus. Depois, esse mesmo homem se abaixa para o outro urinar na sua cabeça, ato conhecido como "golden shower".  Nesta manhã, ele voltou a comentar o assunto e  perguntou aos seguidores o que seria a prática, repercutindo na imprensa internacional.

O jornal The Independent , do Reino Unido, comentou os tuítes do presidente brasileiro e afirmou que as imagens foram "uma aparente tentativa de desacreditar o Carnaval de São Paulo, que tem tido protestos contra a 'agenda de extrema-direita' do presidente". 

O veículo também citou as investigações sobre as movimentações atípicas na conta do motorista da família Bolsonaro , Fabrício Queiroz, e as supostas ligações com as milícias do Rio de Janeiro. 

O inglês  Mirror também publicou uma matéria sobre o assunto, com a manchete "Presidente brasileiro twitta vídeo muito pornográfico de ato sexual explícito no carnaval" e comentou outras falas de Bolsonaro que causaram polêmica por serem consideradas racistas, machistas ou homofóbicas. 

Já o nova-iorquino The Insider   escreveu que o presidente do Brasil "declarou guerra ao carnaval" após os foliões terem "realizado protestos para zombar dele", e comentou as fantasias que fizeram piadas com os casos de candidaturas laranjas do PSL neste carnaval. 

Vários veículos internacionais também repercutiram a mensagem da apresentadora brasileira Astrid Fontenelle, que criticou o tweet de Bolsonaro."Eu vi tantas coisas bonitas neste carnaval. Então eu vejo isso no Twitter do presidente da nossa República que muitas crianças seguem?", escreveu. 

Enquanto o site chileno BioBioChile classificou o vídeo como "obsceno", a agência de notícias italiana AndKronos escreveu que "em vez de ficarem escandalizados com o conteúdo do vídeo, muitos internautas atacaram Bolsonaro por escolher compartilhar imagens obscenas". 

O jornal argentino Página 12 também repercutiu a polêmica envolvendo o presidente e citou as críticas ao atual governo feitas nos desfiles de escolas de samba neste ano, como a Mangueira e Paraíso do Tuiutí, e escreveu que "ninguém descarta que os ataques do presidente ao carnaval foram em resposta aos desfiles do Sambódromo". 

Leia também: Bolsonaro reproduz música para atacar Daniela Mercury e Caetano com Lei Rouanet

O assunto comentado pela imprensa internacional também amanheceu sendo o mais comentado do Twitter. A hashtag #ImpeachmentBolsonaro está no topo dos Trending Topics (TTs) desde as primeiras horas do dia, seguida porém pela hashtag #BolsonaroTemRazão. Depois disso, a rede social classificou o vídeo como "conteúdo sensível".