expectativa inicial era de que Jair Bolsonaro deixasse o hospital Albert Einstein nesta segunda-feira (11)
Reprodução
expectativa inicial era de que Jair Bolsonaro deixasse o hospital Albert Einstein nesta segunda-feira (11)

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse nesta segunda-feira (11) que o presidente Jair Bolsonaro deve receber alta médica ainda esta semana e retornar a Brasília até sexta-feira (15). De acordo com ele, o presidente está se recuperando bem e deve tomar as decisões finais para fechar o texto da reforma da Previdência assim que chegar a capital federal. A expectativa é de que a proposta seja apresentada na próxima semana.

"Ele está se recuperando muito bem. A gente acredita que quinta-feira ou sexta-feira ele deve estar de volta a Brasília e vai tomar as decisões finais", disse. A expectativa inicial era de que  Jair Bolsonaro  deixasse o hospital Albert Einstein, em São Paulo, nesta segunda-feira (11).

Segundo o boletim da manhã desta segunda-feira (11), o presidente acordou bem e sem febre . Ele se alimentou no café da manhã com creme de frutas e chá e segue uma dieta cremosa, menos densa do que a pastosa. A informação é da assessoria de imprensa da Presidência da República.

No último domingo (10), Bolsonaro iniciou a redução da nutrição parenteral (endovenosa), ingerindo suplemento nutricional por via oral. Seu  almoço no domingo foi creme de mandioca com carne e gelatina. Pouco depois do pronunciamento da assessoria, o presidente postou em suas redes sociais uma foto na qual faz a barba.

Você viu?

Bolsonaro foi internado no dia 27 de janeiro e passou pela cirurgia no dia seguinte. No final da tarde deste domingo, a equipe médica responsável pelo presidente divulgou o boletim oficial.

De acordo com o documento, Bolsonaro "mantém boa evolução clínica e está afebril, o quadro pulmonar apresenta melhora significativa e prossegue com os mesmos antibióticos". Ele ainda segue na dieta cremosa e está fazendo exercícios diários.

Leia também: Bolsonaro lamenta morte de Ricardo Boechat e se solidariza com a família

A expectativa era que ele deixasse o hospital em dez dias. No entanto, a recuperação tem sido mais demorada. O presidente está utilizando uma sonda nasogástrica e um dreno no abdômen. Essa foi a terceira operação pela qual Jair Bolsonaro passou desde que foi alvo de uma facada, em setembro, durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários