Tamanho do texto

Ministra Damares Alves abriu canal de denúncias sobre CTs e alojamentos, a fim de prevenir incidentes como o do centro de treinamento do Flamengo

Como medida preventiva, Damares Alves cria canal específico de denúncias para CTs e alojamentos
Valter Campanato/Agência Brasil
Como medida preventiva, Damares Alves cria canal específico de denúncias para CTs e alojamentos

A ministra do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, abriu um canal de denúncias específico para que sejam registradas infrações envolvendo alojamentos e centros de treinamentos. A medida foi tomada depois que o Ninho do Urubu, centro de treinamento (CT) do Flamengo, localizado na zona oeste do Rio de Janeiro, foi tomado por um incêndio na madrugada desta sexta-feira (8).

O canal foi aberto como forma de expandir a atuação do poder público para os mais diversos espaços. O serviço funcionará 24 horas por dias, em todo o País, por meio do Disque 100 e tem como objetivo flagrar violações graves que estejam acontecendo dentro de CTs e de alojamentos e acionar órgãos responsáveis para resolver os problemas e evitar tragédias como a que aconteceu com o Flamengo, segundo Damares .

Leia também: Em nota, Bolsonaro lamenta incêndio no CT do Flamengo: "Triste tragédia"

A instalação do Ninho do Urubu, que se chama oficialmente Centro de Treinamento Presidente George Helal, abrigava atletas do clube com idades entre 14 e 17 anos, que dormiam quando o incêndio teve início, por volta das 5h. As chamas foram controladas mais de duas horas depois, às 7h20, e a causa do incêndio ainda é desconhecida.

Segundo o Corpo de Bombeiros, 10 pessoas morreram no incêndio, sendo seis jogadores pertencentes à categoria de base do Flamengo e quatro funcionários do clube. Outras três pessoas ficaram feridas e levadas ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. Uma delas encontra-se em estado grave.

Leia também: Presidente do Flamengo lamenta mortes: "Maior tragédia do clube em 123 anos"

Em nota, a ministra se manifestou em relação ao incidente no centro de treinamento do clube e justificou a criação do canal como uma medida de ação preventiva. “Minha solidariedade às famílias e amigos. A nação brasileira está em luto por estas vidas. Além das investigações e medidas de reparação, vamos ressaltar a importância de ações preventivas, do cuidado para evitar situações semelhantes. Neste sentido, o Disque 100 vai atuar no conjunto destas ações específicas e de prevenção”, afirmou Damares .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.