Tamanho do texto

Presidente do Senado adotou discurso conciliador e clamou, mais de uma vez, pela união entre os poderes, destacando renovação do Congresso

Presidentes da Câmara, Rodrigo Maio, e do Senado, Davi Alcolumbre, chegam ao Congresso para o início do ano legislativo
Jane Araújo/Agência Senado
Presidentes da Câmara, Rodrigo Maio, e do Senado, Davi Alcolumbre, chegam ao Congresso para o início do ano legislativo

O novo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse na tarde desta segunda-feira (4) que “não há como evitar os ajustes necessários e a avaliação de propostas sensíveis, sendo a primeira delas, a Previdência”. Ele discursou na sessão de abertura do ano legislativo no Congresso.

Leia também: Doria visita Davi Alcolumbre e exalta compromisso com a reforma da Previdência

Davi Alcolumbre destacou a reforma da Previdência como uma das prioridades da Casa. Para ele, a medida tem uma importância vital para o equilíbrio das finanças públicas. Ele citou também outras reformas, como a tributária e a administrativa.

Em um discurso de cerca de 15 minutos, Alcolumbre adotou um tom conciliador, pedindo diversas vezes que os poderes se unam em prol do bem estar da população. “É importante que os presidentes dos diferentes poderes estejam sintonizados na mesma frequência. Não há mais espaço para pautas dissociadas da realidade e tampouco antagonismo entre os poderes políticos”, afirmou.

O senador amapaense destacou também a renovação dos representantes eleitos. No Senado, apenas 8 representantes, entre os 56 empossados na sexta, foram reeleitos. “Pertencemos a uma legislatura que representa a mudança, o novo, a esperança”, disse Alcolumbre.

Leia também: Joice Hasselmann exorciza gabinete que foi de Lula para tirar “ranço” do local

Ele também citou a renovação na Câmara, com o maior número de deputados estreantes das últimas três décadas e o maior número de mulheres. Para ele, isso representa uma sinalização do eleitor para uma necessidade de uma nova postura dos representantes.

Ao fim, Alcolumbre disse que "não há que se falar em minorias e maiorias, em alto e baixo clero, estamos irmanados na igualdade". Ele também fez um apelo a todos que estavam assistindo: “sejamos todos protagonistas da construção de um novo Brasil”.

O Congresso realiza a partir das 15 horas desta segunda-feira (4) a primeira sessão solene, que marca o início dos trabalhos legislativos. Além de Davi Alcolumbre , discursaram o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Tofolli. O presidente Jair Bolsonaro  enviou uma mensagem que foi entregue pelo ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni e lida pela 1ª secretária da Câmara, Soraya Santos (MDB-RJ).


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.