Tamanho do texto

Presidente voltou ao exercício da sua função às 7h de hoje, antes do previsto, mas não receberá autoridades nesta quarta-feira; ele segue internado em SP

Não há previsão de quando Jair Bolsonaro poderá se encontrar com ministros e autoridades, dentro do hospital
Reprodução/Twitter
Não há previsão de quando Jair Bolsonaro poderá se encontrar com ministros e autoridades, dentro do hospital

O presidente da República, Jair Bolsonaro, retomou o exercício da Presidência na manhã desta quarta-feira (30). No entanto, ele não vai receber autoridades, comandar reuniões, nem mesmo se deslocar até Brasília. Ao contrário: Bolsonaro ficará em São Paulo, no Hospital Albert Einstein, onde está internado. Ele despacha de um gabinete improvisado, montado dentro do próprio hospital. 

Leia também: Bolsonaro está estável, faz fisioterapia e já reassume Presidência

A assessoria do Palácio do Planalto informou que Jair Bolsonaro reassumiu oficialmente o cargo às 7h de hoje. O presidente se recupera da cirugia realizada na última segunda-feira (28), que durou sete horas e reconstruiu o seu trânsito intestinal. Bolsonaro está internado numa Unidade de Terapia Intensiva (UTI) especial, com direito à privacidade e presença da família.

Também de acordo com a assessoria, ainda não há previsão de quando Bolsonaro poderá se encontrar com ministros e autoridades. É esperado que ele permaneça no hospital pelos próximos 10 dias, para otimizar sua recuperação. De acordo com os médicos, Bolsonaro se recupera bem.

Leia também: Governo publica ordem de pente-fino na fiscalização de barragens brasileiras

Nesta terça (28), o presidente teve evolução clínica positiva: sentou-se em uma poltrona e fez fisioterapia motora e respiratória. Ele se manteve estável durante o dia, sem sangramentos e qualquer complicação. O presidente permanece em jejum oral, recebendo analgésicos e hidratação endovenosa.

Por 48 horas, o vice-presidente Hamilton Mourão assumiu o exercício da Presidência da República. Durante o seu tempo no cargo, o general dedicou a maior parte do seu tempo a comandar reuniões e despachar a respeito da tragédia ocorrida em Brumadinho, em Minas Gerais. Na última sexta-feira (25), o rompimento de uma barragem da Vale resultou em uma onda de lama, que deixou mais de 80 mortos já confirmados.

Leia também: Cirurgia de Bolsonaro foi "verdadeira obra de arte", diz porta-voz do presidente

Segundo as informações do porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, ao lado do quarto onde Jair Bolsonaro está em recuperação, o Gabinete de Segurança Institucional organizou um espaço, com equipamentos e estrutura técnica, que permitirá a ele orientar seus ministros e conceder audiências, quando necessário.

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas