undefined
Alan Santos/PR - 22.1.19
Bolsonaro discursou no Fórum Mundial Econômico, em Davos

Jair Bolsonaro (PSL) fez nesta terça-feira (22) seu primeiro discurso internacional como presidente do Brasil, na abertura Fórum Mundial Econômico, em Davos, na Suíça. Em sua fala, que durou cerca de sete minutos, ele exaltou o combate à corrupção e prometeu a abertura da economia brasileira para o mercado internacional. Depois, ele respondeu a três perguntas de Klaus Schwab, presidente do evento.

Leia também: Moro discursa contra a corrupção, mas evita comentar caso Queiroz em Davos

Bolsonaro abriu o discurso falando que estava animado em "mostrar um novo Brasil para a comunidade internacional". "Assumi o Brasil numa profunda crise ética, moral e econômica", disse o presidente, que exaltou a vitória nas eleições com menos investimento e menos tempo de televisão que os adversários.

"Pela primeira vez, montamos um time de ministros preparados no Brasil", disse. Mais à frente, ele exaltou o ministro da Justiça e Segurança Pública,  Sérgio Moro , por seu trabalho na Operação Lava Jato. "Moro é o homem certo para combater a corrupção."

Rapidamente, Bolsonaro falou em investir no setor turístico do País, exaltando as belezas naturais do Brasil. "Conheçam nossa Amazônia, nossas praias, nossas cidades e nosso pantanal", convidou. "O Brasil é um paraíso desconhecido", completou.

Ele ainda apontou que o Brasil é "o país que mais preserva o meio ambiente" e exaltou a força do agronegócio brasileiro. De acordo com o presidente, o governo irá unir a preservação do meio ambiente com o desenvolvimento econômico. Ele ainda falou em diminuir a carga tributária e "tirar o viés ideológico da economia". O chefe de estado ainda pediu uma reforma na Organização Mundial do Comércio (OMC).

O presidente também fez breve citação à "Globalização 4.0", que é o tema do evento neste ano em Davos . Depois, ele fechou o seu discurso falando sobre as prioridades do governo. "Nós vamos defender a família, os verdadeiros direitos humanos, o direito à vida e à propriedade privada", afirmou. Ao final do discurso, Bolsonaro disse que quer "um mundo de paz, amor e democracia".

Leia também: Flávio Bolsonaro empregou esposa e mãe de suspeito de integrar milícia no Rio

Após a fala, o presidente brasileiro respondeu a perguntas feitas por Klaus Schwab, presidente do fórum. Questionado sobre os passos práticos para conseguir seus objetivos, ele voltou a exaltar Moro e o combate à corrupção. Ele ainda falou em diminuir o tamanho do estado, investir na educação de base e sobre a importância da reforma da Previdência. 

Bolsonaro ainda respondeu sobre a questão ambiental, quando afirmou que o Brasil ficará "alinhado com o mundo" na preservação do meio ambiente, acelerando a economia e sobre a América Latina, citando conversas com os presidente Mauricio Macri, da Argentina e Sebastián Piñera, do Chile. "Estamos preocupados em fazer uma América do Sul grande. Não queremos uma América bolivariana", disse.

Agenda de Bolsonaro em Davos

undefined
Alan Santos/PR - 22.1.19
Palavras do Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante Sessão Plenária do Fórum Econômico Mundial

Após discursar na abertura do Fórum Econômico Mundial, o presidente brasileiro ainda terá outros compromissos na Suíça. Na noite desta terça-feira, o presidente irá jantar com o fundador do fórum, professor Klaus Schwab.

Na quarta-feira (23), ele ainda participa de jantar fechado com os presidentes da Colômbia, Iván Duque; do Equador, Lenín Moreno; do Peru, Martín Vizcarra; e da Costa Rica, Carlos Alvarado Quesada. Os cinco presidentes latino-americanos assistirão a uma apresentação do presidente executivo da Microsoft, Satya Nadella.

Para a quinta-feira (24), está prevista a participação de Bolsonaro  em um almoço sobre a "Globalização 4.0", que trata da chamada quarta revolução industrial proporcionada pela tecnologia e é o principal tema do Fórum Econômico Mundial neste ano. Depois, a comitiva retorna a Zurique, de onde embarca de volta para Brasília, chegando à capital federal na sexta-feira (25).

Assista ao discurso de Bolsonaro na íntegra:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários