Tamanho do texto

Ricardo Vélez Rodríguez defende mais disciplina nas escolas e quer discutir um novo projeto que visa cobrar mensalidade em universidades federais

Ricardo Vélez Rodríguez promete transformações na educação brasileira
Rafael Carvalho/Governo de Transição
Ricardo Vélez Rodríguez promete transformações na educação brasileira


O novo ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, promete uma transformação profunda nas escolas do Brasil. Em entrevista na última terça-feira (1), o professor afirmou que pretende criar uma subsecretaria para transformar as escolas em colégios militares. Além disso, já tem um projeto para cobrar uma mensalidade gradual em universidades federais e lutar pela retirada do que chama de “ideologia marxista” no ensino do País.

Leia também: Menos de 2% das universidades brasileiras tiram nota máxima em avaliação do MEC

Vélez Rodríguez , porém, fez questão de deixar claro que apenas se tornarão colégios militares as escolas estaduais e municipais que quiserem participar do programa, sem nenhuma imposição inicial.

"Acho que os colégios militares hoje no Brasil representam um modelo que dá certo, que tem disciplina, que tem bom desempenho nos índices de valorização de evolução. Então, esse modelo de colégios militares ou colégios cívico-militares, que existem em alguns lugares, é bom. As crianças gostam, as famílias gostam. Por que não apoiar isso se está dando certo?", disse o ministro.

Indicado a Jair Bolsonaro pelo filósofo Olavo de Carvalho, uma espécie de ‘guru’ do presidente, o novo ministro da Educação também defende que o ensino atual do País está segundo uma linha ideológica, o que, segundo ele, precisa acabar.

Leia também: Ninguém vai impedir Bolsonaro de ver Enem antes, diz futuro ministro da Educação

"A melhor coisa para evitar extremismos ideológicos é elevar o nível do nosso ensino básico e fundamental. Na medida que isso se elevar, desaparecem os fantasmas. A elevação do nível do ensino é a melhor coisa", defendeu.

Vélez Rodríguez tem projeto de cobrança de mensalidade em universidades

Ministro Vélez Rodríguez quer discutir proposta de cobrança de mensalidades em universidades federais
Divulgação/UFF
Ministro Vélez Rodríguez quer discutir proposta de cobrança de mensalidades em universidades federais


Colombiano naturalizado brasileiro, o ministro da Educação tem um projeto de cobrança de mensalidade em universidades públicas, modelo que é usado na Colômbia. O valor é ajustado conforme os percentuais da faixa de renda, mantendo assim, um sistema de cotas sociais.

O novo comandante da educação, porém, sabe que o tema precisa ser muito discutido antes de ser implementado, precisando passar, inclusive, por aprovações no Congresso Nacional.

Leia também: Novo ministro promete normas "conservadoras" e ensino não "partidário"

“Não é uma coisa que vai cair como um raio no céu. Isso ainda precisa ser avaliado, muito discutido e explicado. O Brasil é um país imenso e temos quatro anos para pensar no que é melhor”, avaliou.

Assim como outros 21 ministros, Ricardo Vélez Rodríguez foi confirmado por Jair Bolsonaro na cerimônia de posse, nesta terça-feira (1). Agora, durante a primeira semana de governo, ele será empossado oficialmente no cargo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.