Tamanho do texto

Imagens foram gravadas durante um churrasco na reserva de Marambaia, no Rio, onde o presidente eleito passará o Natal com família; fala arrancou risos

Facada em Bolsonaro é ironizada pelo presidente eleito, durante um churrasco de fim de ano no Rio de Janeiro
Reprodução/Youtube
Facada em Bolsonaro é ironizada pelo presidente eleito, durante um churrasco de fim de ano no Rio de Janeiro

Um vídeo divulgado nesta segunda-feira (24), véspera de Natal, mostra o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), brincando com o atentado sofrido durante a sua campanha, em Juiz de Fora, Minas Gerais, em setembro deste ano. Nas imagens, a facada em Bolsonaro é relembrada pelo próprio presidente eleito, durante um churrasco descontraído.

"Olha o tamanho da faca do cara", diz o presidente eleito a um dos homens que auxiliavam no preparo da carne. "Se eu botar essa aqui em você, vai ser presidente da ONU, porra”, continua o presidente. A facada em Bolsonaro , segundo especialistas consultados pelo iG, fez com que ele se tornasse uma vítima e reconstruísse sua imagem pública.

"Ele passou a ser o cara da família, ser um cara que corria um risco. Esse componente emocional funciona muito bem na transformação, na construção da imagem de alguém que se apresenta como uma possibilidade de salvador do País", explicou o cientista político e professor da Universidade Metodista de São Paulo (Umesp), Kleber Carrilho, em  entrevista publicada logo após a eleição do futuro presidente

As imagens de Jair Bolsonaro brincando com a faca foram gravadas na reserva de Marambaia, no Rio de Janeiro, onde presidente eleito passará o Natal com a família. Na gravação, também é possível ouvir vozes de outras pessoas, que brincam com a referência. “Esconde, esconde”, dizem, referindo-se à faca.

Leia também: “Minha morte interessa a muita gente”, diz Bolsonaro ao comentar post do filho

Relembre a facada em Bolsonaro

Facada em Bolsonaro aconteceu em um evento público; a cena foi gravada por apoiadores do então presidenciável
REPRODUÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
Facada em Bolsonaro aconteceu em um evento público; a cena foi gravada por apoiadores do então presidenciável

O agora presidente eleito foi esfaqueado na região do abdômen, no dia 6 de setembro, quando ainda era candidato ao Planalto, e fazia um ato de campanha na cidade de Juiz de Fora. Depois do atentado, Bolsonaro ficou mais de 20 dias internado e passou por duas cirurgias. No início do ano que vem, será submetido a uma terceira operação em decorrência do ataque.

Acusado pela facada em Bolsonaro , Adélio Bispo de Oliveira foi preso em flagrante. Desde então, ele foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) por atentado pessoal e inconformismo político. Na última semana, a Polícia Federal deflagrou uma operação com o intuito de identificar  quem estaria bancando a defesa de Adélio. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas