Tamanho do texto

John Bolton, assessor de Segurança Nacional dos EUA, visitará o presidente eleito no Rio de Janeiro; Bolsonaro espera "conversa produtiva e positiva"

Jair Bolsonaro vai receber na próxima semana, no Rio de Janeiro, John Bolton, assessor de segurança de Donald Trump
iG São Paulo
Jair Bolsonaro vai receber na próxima semana, no Rio de Janeiro, John Bolton, assessor de segurança de Donald Trump

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), confirmou, na manhã desta sexta-feira (23), que vai receber, na semana que vem, uma visita do Conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton. O encontro, que o político brasileiro espera ser "produtivo e positivo", vai acontecer no Rio de Janeiro. 

Leia também: Bolsonaro anuncia filósofo Ricardo Vélez Rodríguez para ministro da Educação

"Feliz de receber a visita do Conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Sr. John Bolton, na próxima semana. Certamente teremos uma conversa produtiva e positiva em prol de nossas nações. Bom dia a todos!", escreveu Bolsonaro em sua página no Twitter.

Antes do presidente eleito falar sobre tal reunião, o encontro já havia sido divulgado ao público pelo próprio assessor do presidente Donald Trump. Também na mesma rede social, Bolton afirmou que a visita acontecerá no dia 29 de novembro, a próxima quinta-feira.

"Estamos ansiosos para ver o próximo presidente do Brasil, no Rio, em 29 de novembro. Compartilhamos muitos interesses bilaterais e trabalharemos de perto para expandir a liberdade e a prosperidade no Hemisfério Ocidental", escreveu o assessor de Trump .

Leia também: Justiça Eleitoral não aprova prestação de contas de Janaina Paschoal na eleição

A relação do presidente eleito com o republicano norte-americano vem sendo comentada mundialmente, desde antes da vitória do candidato do PSL nas urnas brasileiras. Isso porque o brasileiro sempre deixou clara a sua admiração por Trump

Poucas horas depois de ser confirmado eleito, no dia 28 de outubro, Bolsonaro avisou, também nas redes sociais – adotando o Twitter como seu principal canal de comunicação, a exemplo do magnata dos EUA –, que recebeu uma ligação de Trump, felicitando-o pela vitória nas eleições 2018. 

"Acabei de receber ligação de alguns líderes. Entre eles, o presidente dos Estados Unidos acabou de ligar, nos desejou boa sorte, e obviamente foi um contato bastante amigável", disse.

Leia também: Bolsonaro recebe ligação de Trump e mensagem de Macri após ser eleito

Segundo o site  O Antagonista , Bolsonaro chegou a receber sinalização positiva sobre a possível presença de Donald Trump na cerimônia do dia 1º de janeiro, data da sua posse. Além disso, na última terça-feira (20), o jornal The New York Times apontou o presidente eleito no Brasil como "um deputado de extrema-direita que é descaradamente pró-americano e notavelmente semelhante ao presidente Trump em temperamento, tática e estilo".

    Leia tudo sobre: donald trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.