Tamanho do texto

Posicionamento foi motivado depois de diversas notícias terem sido veiculadas na imprensa e atribuídas à equipe econômica de Bolsonaro

“Desautorizo informações prestadas junto à mídia por qualquer grupo intitulado 'equipe de Bolsonaro', especulando sobre os mais variados assuntos
Tânia Regô/Agência Brasil
“Desautorizo informações prestadas junto à mídia por qualquer grupo intitulado 'equipe de Bolsonaro', especulando sobre os mais variados assuntos", escreveu Bolsonaro em seu Twitter

Nesta sexta-feira (2), em sua conta no Twitter, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) disse que desautoriza informações divulgadas em nome da “equipe de Bolsonaro”. Segundo ele, tratam-se de especulações sobre os mais variados assuntos.

Leia também: Vice de Bolsonaro critica a comunicação do novo governo: "Ruim é até elogio"

“Desautorizo informações prestadas junto à mídia por qualquer grupo intitulado ' equipe de Bolsonaro ', especulando sobre os mais variados assuntos, tais como CPMF [Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira], Previdência, etc”, escreveu o presidente eleito.


O posicionamento ocorre após diversas notícias terem sido veiculadas na imprensa com informações atribuídas à equipe de Bolsonaro. Hoje, o jornal O Globo publicou que a CPMF pode ser recriada para financiar a Previdência. A notícia foi atribuída à "equipe econômica do presidente eleito".

Na última quinta-feira (1º), Bolsonaro concedeu a primeira entrevista coletiva após a eleição. Ao contrário do que é usual, apenas as TVs (exceto a TV Brasil ) e algumas rádios e sites foram convocados para a entrevista, organizada pela assessoria do vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente eleito.

Leia também: Alberto Fraga garante que não será ministro no governo de Bolsonaro

Os jornais impressos (e seus portais online), agências de notícias nacionais e internacionais – inclusive a Agência Brasil – tiveram seus pedidos de credenciamento ignorados. O presidente eleito disse que não pediu para excluir ninguém e que desconhecia quem tinha organizado a coletiva.


*Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.