undefined
Reprodução
Assessor de Bolsonaro hostilizou jornalistas após pesquisa de boca de urna, nesse domingo

O assessor de imprensa Carlos Eduardo Guimarães, que trabalha para o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), pediu desculpas nesta segunda-feira (29) por ter hostilizado jornalistas. A retratação se dá um dia após o assessor de Bolsonaro ter usado grupos no WhatsApp para ofender repórteres e produtores de televisão e rádio, afirmando que os jornalistas são “o maior engodo do jornalismo do Brasil”.

Leia também: Deputada do PSL pede para alunos denunciarem professores críticos a Bolsonaro

“Não estava quase empatado? Vocês são o maior engodo do jornalismo do Brasil! Lixo”, dizia o texto enviado pelo assessor de Bolsonaro . A mensagem, encaminhada pouco após às 19h desse somingo (28), foi acompanhada de uma imagem que reproduzia os resultados da  pesquisa de boca de urna, que antecipava a vitória do candidato do PSL.

Em nota, Carlos Guimarães reconheceu que agiu “de forma rude e equivocada”. O assessor justificou que estava “insatisfeito” com a cobertura jornalística acerca da agenda de Bolsonaro e, segundo ele, sua mensagem não teve a intenção de "generalizar, atacar ou desmerecer qualquer dos jornalistas".

Guimarães acrescentou ainda que esta não é a orientação do presidente eleito e que enviou a mensagem ofensiva pois estava "visivelmente empolgado com o resultado da apuração eleitoral", o que o levou a usar "palavras absolutamente inadequadas" e a "extrapolar" em sua manifestação.

"Gostaria de apresentar minhas sinceras desculpas junto aos jornalistas brasileiros, que por ventura se sentiram atingidos, no tocante ao meu excesso verbal, ontem, onde visivelmente empolgado com o resultado da apuração eleitoral usei palavras absolutamente inadequadas, extrapolando na minha manifestação. Agi de forma rude e equivocada para mostrar minha insatisfação na cobertura jornalística do cenário político nacional", disse o assessor.

Carlos Eduardo Guimarães trabalha no gabinete do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), um dos filhos do agora presidente eleito. Mesmo sem ser jornalista, Guimarães atuou como assessor de Bolsonaro para relações com a imprensa ao longo de toda a campanha do candidato à Presidência.

Leia também: Fake news marcaram as eleições de 2018; relembre as 10 mais emblemáticas

*Com informações e reportagem da Agência Brasil


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários