Tamanho do texto

Há cinco dias do pleito, candidatos aproveitam os últimos dias de campanha eleitoral para expor os seus estilos pessoais no modo de fazer política; veja

Agenda de Haddad e Bolsonaro para o dia de hoje deve ser repleta de encontros; candidato do PSL não divulga plano oficial
iG Arte
Agenda de Haddad e Bolsonaro para o dia de hoje deve ser repleta de encontros; candidato do PSL não divulga plano oficial

Faltam apenas cinco dias para a data do segundo turno das eleições 2018. Frente a isso, os candidatos à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) aproveitam os últimos dias de campanha eleitoral para expor o seu estilo pessoal no modo de fazer política. Por conta disso, a agenda de Haddad e Bolsonaro deve estar cheia nesta terça-feira (23).

Leia também: 'Eleição de extremos' faz partidos preferirem neutralidade a apoio a PT ou PSL

Ambos os candidatos estarão hoje no Rio de Janeiro. Apesar da proximidade geográfica, eles devem ir a bairros distantes e a agenda de Haddad e Bolsonaro não deve coincidir, mais uma vez. O candidato do PSL deverá ficar em casa, na Barra da Tijuca, zona oeste da capital fluminense, enquanto Haddad irá ao centro e à zona sul da cidade.

Fala-se em caráter de hipótese, no caso da agenda de Bolsonaro , porque o candidato não costuma divulgar os seus planos oficiais diários durante a campanha, desde que sofreu um ataque a faca no último dia 7 de setembro, em um comício em Juiz de Fora, Minas Gerais. A partir daquele dia, Bolsonaro também não foi a eventos oficiais de campanha.

Leia também: PF pode investigar fala de filho de Bolsonaro sobre 'fechar o STF', diz ministro

O candidato do PT, por sua vez, avisou que concederá uma entrevista exclusiva a sites e emissoras logo cedo, nesta terça. Em seguida, ele tem um encontro marcado com a Congregação das Igrejas Evangélicas, uma visita à comunidade da Maré e reúne-se com a comunidade judaica. Por último, depois de tais encontros ecumênicos, participa de ato político organizado por artistas, intelectuais e simpatizantes nos Arcos da Lapa, também no Rio.

Desde que teve alta hospital, Bolsonaro tem evitado sair de casa. Porém, recebe visitas o tempo todo e relata tais encontros nas redes sociais. Nesta segunda-feira, por exemplo, Bolsonaro recebeu empresários em casa. Depois, foi visitado pelo presidente do Tribunal Superior do Trabalho, Ives Gandra, e por líderes religiosos evangélicos. 

Leia também: PT se recusou a assinar documento contra o compartilhamento de fake news

A agenda de Haddad e Bolsonaro não deve coincidir com um debate político entre os dois candidatos antes do segundo turno das eleições, no próximo do domingo (28). Isso porque, apesar de ter permissão médica para comparecer a um debate, Bolsonaro preferiu se manter em casa e evitar um encontro com o candidato do PT, por "questões de segurança". 

* Com informações da Agência Brasil.