Tamanho do texto

Mensagem foi direcionada a presidente do TSE dizendo que Bolsonaro já está eleito e que se esse não for o resultado nas urnas haverá revolta popular

Mensagem que ameaça Rosa Weber diz que o povo irá as ruas caso Bolsonaro não ganhe e questiona urnas eletrônicas
Reprodução/Wikipedia
Mensagem que ameaça Rosa Weber diz que o povo irá as ruas caso Bolsonaro não ganhe e questiona urnas eletrônicas

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pediu, nesta terça-feira (16), que a Polícia Federal investigue uma mensagem que ameaça a presidente da Corte, ministra Rosa Weber, enviada ao tribunal por meio das redes sociais. A mensagem que ameaça Rosa Weber diz que o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) está "matematicamente eleito" e que o povo irá para as ruas se as urnas não confirmarem o resultado. As informações são do jornal  Folha de S.Paulo e foram confirmadas pelo Estadão

Leia também: TSE proíbe que Bolsonaro e apoiadores usem 'kit gay' para atacar Haddad

A mensagem que ameaça Rosa Weber  foi enviada às redes sociais do tribunal por um usuário comum. “A senhora vai ver o povo na rua e os caminhoneiros parando este Brasil até que tenha novas eleições e com voto impresso”, diz o texto, que pede a atenção da ministra para possíveis fraudes nas urnas eletrônicas durante o segundo turno.

Jair Bolsonaro , candidado do PSL à Presidência, já colocou o processo eleitoral sob suspeição diversas vezes. Em sua página do Facebook, no dia 16 de setembro, durante uma transmissão ao vivo quando se recuperava no hospital, Bolsonaro havia sugerido a possibilidade de fraude nas urnas para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) possa deixar a prisão, caso o presidenciável Fernando Haddad (PT) ganhe. 

 "As eleições, de qualquer forma, estão sob suspeição" disse em julho, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura. "Fraude no segundo turno, talvez até no primeiro, é concreta", disse. Bolsonaro também já chegou a dizer que não aceitaria resultado das eleições diferente de sua vitória. 

Leia também: TSE convoca campanhas de Haddad e Bolsonaro para falar de fake news

Os assessores da ministra pediram que a PF verifique quem é o usuário e se o perfil é verdadeiro ou falso, para que seja feita uma apuração. "Experimente deixar que isso aconteça" e "Espero que a senhora fique de olho" são outros trechos da mensagem que ameaça Rosa Weber .  Esses tipos de ameaça têm sido comuns para o tribunal e seus funcionários.